Associação Mineira de Rádio e Televisão – AMIRT emite NOTA DE REPÚDIO contra vereador da Câmara de Divinópolis, Diego Espino


NOTA DE REPÚDIO DA ASSOCIAÇÃO MINEIRA DE RÁDIO E TELEVISÃO – AMIRT

A Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt) repudia a tentativa a atitude do vereador Diego Espino (PSL), de Divinópolis/MG, de tentar invadir, na última terça-feira (30), os estúdios da TV Candidés — emissora do Sistema PMA de Comunicação — para coagir o jornalista Eduardo Silva, apresentador do programa Cidade Urgente. Além de agressões verbais, o jornalista sofreu ameaças do vereador, que exigia não ter o seu nome e o do deputado estadual Cleitinho Azevedo (Cidadania) mencionados pelo apresentador.

No programa exibia vídeos publicados em uma rede social do vereador Diego Espino sobre a denúncia de Carmo da Mata, quando a equipe da emissora foi surpreendida com a chegada do parlamentar na recepção da TV.

Lamentavelmente, o fato ocorreu no mesmo dia em que a Associação Brasileira de Rádio e Televisão – Abert – divulga o relatório sobre Violações à Liberdade de Expressão/2020. O documento aponta um caso de assassinato de jornalista pelo exercício da profissão e 150 casos de violência não letal, que envolveram pelo menos 189 profissionais e veículos de comunicação no ano passado. Em relação a 2019, houve um aumento de 167,85% no número de casos não letais e de 142,3% no número de vítimas. Os dados chamam a atenção, em especial, pelo fato de as agressões físicas, ameaças, ofensas e intimidações terem ocorrido em um ano marcado pela pandemia de COVID-19, quando medidas restritivas foram impostas à população para o combate ao novo coronavírus. Os dados foram apresentados pelo presidente da ABERT, Flávio Lara Resende, em evento virtual, nesta terça-feira (30), e contou com a participação de representantes de instituições parceiras e de jornalistas.

Para o presidente da AMIRT, Luciano Pimenta, é inadmissível que em pleno século 21, jornalistas sejam agredidos durante o exercício da profissão. “Casos como este, só reforçam o quanto ainda precisamos batalhar para termos uma imprensa livre neste país”, enfatizou Pimenta. “

Luciano Pimenta ainda ressalta que “a AMIRT, instituição que atua há mais de 50 anos e reúne mais de 400 emissoras de rádio e televisão afiliadas, é contra quaisquer atos de intimidação e violência contra profissionais de comunicação e da imprensa”. Luciano Pimenta Correa Peres Presidente.

 

Luciano Pimenta Correa Peres

Presidente 

 

5 comentários em “Associação Mineira de Rádio e Televisão – AMIRT emite NOTA DE REPÚDIO contra vereador da Câmara de Divinópolis, Diego Espino

  • 1 de abril de 2021 em 10:34
    Permalink

    A imprensa vai ser respeitada com for honesta e imparcial, fazendo o seu papel que dar a noticia de forma imparcial (sem interesse em ser privilegiada por A ou B) e só para reflexão a mídia já esta sem credibilidade se continuar assim vai acabar, somente apoiada por interesses de pessoais criminosas e covardes que querem levar vantagem com a vida e dinheiro de cidadães trabalhadores que pagam impostos para sustentar essa insustentável maquina publica inchado do nosso pais que não satisfeita no enorme prejuízo ao trabalhador ainda gasta milhões com essa mídia covarde que temos.Deus nos proteja!

    Resposta
  • 1 de abril de 2021 em 03:49
    Permalink

    O exemplo vem de cima. Presidente deputado vereador. Babacas

    Resposta
  • 31 de março de 2021 em 15:37
    Permalink

    Típico bolsominion. Cara idiota!
    Se acha….

    Resposta
  • 31 de março de 2021 em 15:00
    Permalink

    despreparado, não votei e nunca votaria.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

23  −    =  18

PODCAST: escuta essa!!