Internações em Divinópolis por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aumentam 850% em relação a 2019


De acordo com a Diretora de Vigilância em Saúde, Janice Soares, o aumento exponencial não pode ser atribuído somente em consequência da COVID-19, e sim por que a partir da pandemia os médicos passaram a notificar mais. Contudo, o crescimento da SRAG é bastante alto e não seria assim se não houvesse um quadro epidêmico.  

O número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em 2020 aumentou 850% em relação ao mesmo período do ano passado. A pesquisa analisou dados existentes desde o início do ano até a última semana que foi a 18° semana epidemiológica.

Em 2019 foram oito internações, e 2020 já alcançou 76 hospitalizações por SRAG – Divinópolis é a cidade com maior número de casos, 53 ao todo. O restante está dividido entre os municípios de Arcos com 2 casos de internações, Carmo da Mata 1, Carmo do Cajuru com 6 casos, Cláudio 1, Igaratinga 1, Itapecerica 2, Itaúna 3, Lagoa da Prata 1, Leandro Ferreira 1, Martinho Campos 1, Nova Serrana 2, Pará de Minas 1 e Pitangui 1 caso de internação pela síndrome.

O crescimento da SRAG é mais uma preocupação, pois pode provocar um colapso na rede de saúde se os casos continuarem no ritmo  

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!