Câmara de Divinópolis aprova relatório da representação do MPC que pede suspensão do contrato da Prefeitura com Consórcio TransOeste por indício de formação de cartel

Publicado por: Redação

Na reunião Ordinária desta última quinta-feira (30/8), foi lido no plenário da Câmara de Vereadores de Divinópolis, pelo vereador Edsom Sousa, a conclusão do relatório da Comissão de Administração Pública Infraestrutura Serviços Urbanos e Desenvolvimento Econômico da Câmara Municipal de Divinópolis, onde os membros, vereadores Roger Viegas (PRB), Hilton de Aguiar (MDB) e Edsom Sousa (CID) deram pela aprovação da representação feita pelo Ministério Público de Contas do Estado de Minas que determinou a suspensão do contrato da concorrência pública da empresa, que atualmente realiza o serviço de transporte público em Divinópolis, a TransOeste. 

O MPC representou contra o contrato por ter visto irregularidades na realização da licitação, com vício de formação de cartel entre as empresas que compõe o consórcio.

Continua depois da publicidade

Com a aprovação do Relatório, para que a população não fique desassistida, foi concedido o prazo de 60 dias para a  Prefeitura realizar um novo processo licitatório do transporte urbano.

Já nesta sexta-feira, a Prefeitura se pronunciou oficialmente informando que aguarda a chegada oficial da aprovação do Relatório no Poder Legislativo. Foi solicitada uma reunião com os vereadores membros da Comissão de Administração, Roger Viegas, Edsom Sousa e Hilton de Aguiar.

Entre no grupo do Whatsapp do Divinews e fique por dentro de tudo o que acontece em Divinópolis e região

comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos felizes por você ter escolhido deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de privacidade.

  1. Geraldo Diniz Santos disse:

    Se o prefeito agora não tirar essas empresas bandidas, vou ter de concordar com as críticas da deputada Lohana França a respeito do assunto.

Continua depois da publicidade