Prefeitura de Divinópolis anuncia licitação para comprar usina de asfalto e promete funcionamento em sete meses


Dos maiores problemas da administração e alvo constantes de reclamações da população, as ruas com buracos e falta de infraestrutura adequada fez com que a Prefeitura de Divinópolis anunciasse na última sexta-feira (17) a licitação para compra da tão especulada usina de asfalto. Fruto de campanha política dos Azevedo em 2020, por meio do deputado estadual Cleitinho Azevedo (CDN) e seu irmão gêmeo – então candidato a prefeito, Gleidson Azevedo (PSC), os agentes políticos prometeram há mais de um ano que iriam trazer o maquinário e a estrutura para o município. Isso ainda durante o mandato do ex-prefeito Galileu Machado (MDB). A cidade chegou até a ser chamada de “queijo suíço” pelos vereadores em reunião ordinária da Câmara Municipal na última terça (14).

Também em 2021, pelo menos outras duas outras polêmicas envolvendo asfaltamento envolveram Gleidson/Prefeitura e alguns parlamentares. A primeira no recurso oriundo da indenização da VALE aos municípios pela tragédia ambiental em Brumado, na ordem de R$15 milhões, os quais um terço do valor já foi para os cofres da Administração no alto da Avenida Paraná. Gleidson chegou a afirmar em entrevista a uma emissora de rádio que discutiria apenas com alguns vereadores quais ruas seriam calçadas. Decisão essa que entrou em embate direto com a vereadora Lohanna França (CDN). A edil rebateu duramente os critérios do prefeito e disse que o dinheiro deveria ser discutido amplamente, inclusive com Audiência Pública para ouvir os munícipes. Gleidson dias depois, a seu modo, retrucou e disse que a vereadora estava fazendo “politicagem” e que deveria se candidatar ao Executivo em 2024.

Outra crítica foi uma aposta do prefeito com o vereador Flávio Marra (PAT) em uma postagem no Instagram, onde o Chefe do Executivo divinopolitano desafiou o edil a fazer flexões de cabeça para baixo a troco de pavimentar qualquer rua a escolha do vereador. A “fézinha” entre Gleidson e Marra foi duramente criticada por internautas e por alguns parlamentares no Legislativo.

A licitação

A Secretaria de Administração, Orçamento, Informação, Ciência e Tecnologia de Divinópolis, publicou, na edição da última sexta-feira (17/12), do Diário Oficial dos Municípios Mineiros, um edital para aquisição de uma usina de asfalto, com capacidade entre 20 e 40 toneladas por hora.

Os interessados que poderão participar da licitação são aqueles cujo ramo de atividade seja compatível com o objeto, cadastrados ou não na Prefeitura como fornecedor, que cumpram com as exigências constantes do edital e do termo de referência após prévio credenciamento com o provedor do sistema eletrônico do Banco do Brasil.

O certame será na modalidade pregão eletrônico do tipo menor preço para escolha da proposta mais vantajosa para a administração municipal. O acolhimento da proposta e dos documentos ocorrerá até 13 de janeiro de 2021, às 9h30. O sistema eletrônico usado será o sistema de pregão eletrônico do Portal do Banco do Brasil. A disputa terá início em 13 de janeiro de 2021, às 10 horas, no site www.licitacoes-e.com.br.

A necessidade de melhorar as vias e logradouros públicos do município, seja mediante novo pavimento, seja simplesmente mediante manutenção, levou o prefeito Gleidson Azevedo a determinar a compra do equipamento. “Buscamos economizar recursos e realizar de maneira eficiente as obras necessárias para satisfazer as necessidades da população. O município precisa investir muito em infraestrutura devido à expansão urbana e ao desgaste do asfalto já existente”, destacou.

A contratação será realizada após a homologação do processo e formalizada por contrato, que deverá ser firmado com duração de quatro meses. O fornecedor será convocado para assinar o contrato, conforme disposto nos arts. 62 e 64 da Lei nº 8.666/93, no prazo máximo de dez dias.

Usina

O equipamento objeto da licitação deverá ser entregue em local determinado pela Secretaria Municipal de Operações e Serviços Urbanos (Semsur), com frete por conta da contratada, em prazo não superior a 90 dias, contados do recebimento da ordem de fornecimento, e a entrega técnica deverá ser realizada em até dez dias. Ambas deverão ser acompanhadas por profissional previamente designado pela Semsur, o qual deve ainda receber total instrução de uso do equipamento, como operação, emprego, manutenção básica e segurança deste.

A contratada terá o prazo de quatro meses, a contar da emissão da ordem de fornecimento, para montagem, instalação, atestes e treinamentos. A construção da usina terá o prazo de três meses; e os demais serviços, o prazo de um mês.

Recapeamento

Os Azevedos em criticas à administração do ex-prefeito Galileu Machado (MDB), o tempo todo afirmavam que não adiantava mais tapar buracos. Que a solução é o recapeamento total das vias públicas. Discurso de campanha esse, que após tomarem posse esqueceram e começaram somente a tapar buracos e não recapear.

Com: Vinícius Xavier

7 comentários em “Prefeitura de Divinópolis anuncia licitação para comprar usina de asfalto e promete funcionamento em sete meses

  • 21 de dezembro de 2021 em 18:31
    Permalink

    Mentira pura. O dinheiro nem chegou a vim. Foi tudo lorota das irmãos metralhas

    Resposta
  • 21 de dezembro de 2021 em 12:22
    Permalink

    Quem foi o imbecil que teve a ideia brilhante de colocar um semáforo no topo do morro do Porto velho?? Quero ver é um desses caminhoes velhos carregado de áreia parar ali e arrancar novamente.

    Resposta
  • 21 de dezembro de 2021 em 08:55
    Permalink

    Guardem o que vou escrever aqui: ESSE VAI SER O VERDADEIRO TIRO NO PÉ…….

    Resposta
  • 21 de dezembro de 2021 em 08:27
    Permalink

    A conclusão do Viaduto da Ferradura certamente iria contribuir em muito para que não surgisse os buracos(cão). Transito pessado seria transferido de local. Onde está esta licitação que já tem recursos em caixa?

    Resposta
  • 21 de dezembro de 2021 em 04:38
    Permalink

    VOCÊS ESQUECERAM QUE ESSA VERBA JÁ VEIO PRA CIDADE UMA VEZ E O BOSTA DO GALILEU NAO ACEITOU POR MOTIVOS POLÍTICOS. ME LEMBRO BEM QUE TENTARAM ATÉ MUDAR PARA MAQUINÁRIO MAIS NAO PODERIA. PARA COM MATÉRIAS RIDÍCULAS, A CULPA DESSA PORCARIA DE QUEIJO SUÍÇO AI COMO VOCÊS DIZEM SÃO DAS GESTÕES PASSADAS. E DIVINOPOLITANOS SÃO BURROS E NAO SABEM LER MATÉRIAS VERDADEIRAS

    Resposta
  • 20 de dezembro de 2021 em 19:58
    Permalink

    Licitar ? Como assim ? Promessa do Cleitinho que a usina seria presente. Nada de comprar irmãos…

    Resposta
  • 20 de dezembro de 2021 em 17:32
    Permalink

    Se o Marquinho Clementino fosse hoje o prefeito divinopolis. Estaria com muitas empresas instaladas aqui gerando muitos empregos

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8  +  2  =