Augusto, morador de rua, em entrevista ao Divinews acusa prefeito de Divinópolis de usá-lo de forma populista (vídeo)


Na manhã desta terça-feira (27), o editor do Divinews, Geraldo Passos entrevistou Augusto, o morador de rua que ontem, terça-feira (26) foi vítima da arbitrariedade do prefeito de Divinópolis, Gleidson Azevedo, filiado ao Partido Social Cristão (PSC), e de sua secretária de Assistência Social, Juliana Coelho, que mobilizaram um grande aparato para retirar os pertences de Augusto do local que ele fica, na Rua Rio de Janeiro, esquina com a Avenida Sete de Setembro – Gleidson, em seu eterno populismo, que é uma marca característica dos três políticos da família, já que chegou a levar o morador de rua para jantar em sua casa. Porém, após tomar posse como prefeito de Divinópolis, e na prática sentir que a vida não é feita de venda de ilusões, sonhos e vídeos falaciosos mudou o seu posicionamento social que tinha quanto candidato, e após uma fracassada tentativa, já que não tem nenhum jeito de lidar com crises, e situações difíceis, decidiu expulsar Augusto daquele local.

Morador de rua violento?

Não, ele não é violento. Tem que saber chegar, se aproximar. E não é na truculência, é no afago e no afeto das palavras. O Editor do Divinews não teve nenhuma dificuldade em puxar assunto e se comunicar com o Augusto. Que de forma muito lúcida além de explicar o que aconteceu, disse por que às vezes xinga as pessoas. Segundo ele, é quando os transeuntes fazem pouco caso dele, resmungam e chegam a lhe xingar, lhe dirigir indiretas. E ele percebe.

Augusto é baiano, de Salvador e foi jogado em uma lixeira por sua mãe quando tinha três anos. A partir de então virou “cria” do mundo passando de mãos em mãos, e até estupro ele sofreu, além de torturas nas vezes em que foi preso.

Ele não negou que tivesse passagem na polícia por vários crimes. Mas afirmou que já pagou por todos. Passou 10 anos na cadeia pagando por eles.

Sobre o fato do prefeito te lhe oferecido uma vaga em abrigo ele disse que era mentira e ladainha do Gleidson, por que lá não aceita cães, e ele tem sete

Ceia de Natal

Augusto disse que o prefeito o usou para ganhar votos: “ele veio aqui pegou eu, meus cachorros e colocou no carrinho dele, me levou na casa dele, filmou a ceia de Natal, agora ele vem chutar minha bunda, é assim?

Imprensa

O morador de rua reclamou que a imprensa que cobriu sua retirada não o ouviu. “Que nem o jornal falou do meu passado. Eu tenho passagem, 57, tráfico. O jornal não falou que eu paguei tudo. Estou na rua há cinco anos, sem cometer mais crime, isso o jornal não falou. Estou cinco anos na rua nesse lugar, lavando carro, catando papelão, capinando lote, fazendo mudança. Isso aí ninguém fala, só fala minhas partes ruim. Tenho passagem, tenho. Mas paguei tudo que devia. Paguei dez anos de cadeia e me redimi”

Casa

O morador de rua afirmou que se derem uma casa para ele, ele vai, e ainda arca com as despesas.

Pertences

Augusto disse que levaram todos os seus objetos, incluindo o colchão e cobertor, e outros materiais

Sobre a abordagem

Contou que, quando viu a polícia chegar que o revistou e os servidores da prefeitura começaram a pegar os seus pertences. Ele disse que gritou mesmo com o objetivo de chamar a atenção, por que se não gritasse ninguém veria nada, e que o seu grito era de socorro e ao mesmo tempo de defesa para que alguém filmasse e causasse repercussão.

Disse ainda que no momento que policiais o seguraram, ele não estava indo na direção de ninguém e sim para solicitar que um amigo que o ajuda, de nome Thiago fosse lá as 14 horas para pegar seus pertences e levasse para o depósito. “Eu não ia atrapalhar a limpeza, não ia. Que nem o jornal falou isso. A mídia pegou isso e jogou em cima. A mídia fala o que quer, a filmagem que eles faz”.

Entrevista

 

16 comentários em “Augusto, morador de rua, em entrevista ao Divinews acusa prefeito de Divinópolis de usá-lo de forma populista (vídeo)

  • 30 de julho de 2021 em 06:17
    Permalink

    eportagem tosca, defendendo o errado nesta histoira toda. claramente a reportagem tenta provar que o prefeito e o errado em tudo. e facil… fala para quem escreveu esta papagaiada toda adotar este morador de rua e levar para casa o mesmo, com todos os seus pertences.

    Resposta
  • 29 de julho de 2021 em 16:01
    Permalink

    Tambem apoio a atitude do Prefeito, ajudar um morador de rua que esta na rua devido ao desemprego e falta de oportunidades é uma coisa , agora ajudar um sujeito, cheio de vícios ,passágens pela Polícia com vários inquéritos criminais graves na Justiça ,não concordo, è obrigaçõ da Prefeitura fazer a retirada e encaminha-los para sua terra Natal. Agora vi aqui que estão fazendo é oposição ao atual Prefeito , é muito Mimimi de quem acho que perderam a política e jamais retornarão ao poder, vcs estão igual os esquerdistas não tem argumento e nem força para voltar ao poder.

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 20:28
    Permalink

    Mas, ali não é lugar de morar. Sujeitinho folgado. “Se me deram uma casa eu aceito”. Que piada!

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 15:25
    Permalink

    Bom pessoal!! Depois de ouvir o morador de rua, deu pra perceber que não é uma pessoa ignorante. Como é que pode uma pessoa normal, pensar que é normal juntar tanta imundície em uma calçada da cidade, seja no centro ou em qualquer bairro. O que me assusta, é um site que se diz sério, dar notoriedade pra uma situação desta e ainda tentar colocar o prefeito como errado.que o prefeito é despreparado é fato.mas neste fato, ele agiu corretamente. Parabéns pro prefeito, pelo menos nessa

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 13:33
    Permalink

    Competência técnica, será que os atuais gestores entendem isso?

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 12:58
    Permalink

    NOSSA…..QUE ARBITRARIEDADE DIVINEWS? O ERRADO É ESTE RAPAZ AI QUE DEVERIA ACEITAR AS AJUDAS QUE FORAM OFERECIDAS….NÃO TEVE NADA DE ERRADO NA MEDIDA TOMADA PELO PREFEITO. SE NÃO FOSSE VIOLENTO, NÃO ESTARIA COM UM FACÃO DAQUELE TAMANHO, ESTE CARA AI PRECISA DE INTERNAÇÃO E PRONTO.

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 12:42
    Permalink

    Leva ele para a frente de sua casa Geraldo!

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 11:01
    Permalink

    Acho que este assunto está rendendo demais.
    Todos estão certos e todos estão errados. Será?
    Moro na região e vejo, todo dia, um espetáculo terrível, que diga-se de passagem, não é exclusividade da cidade.
    O morador de rua tem direito de ser respeitado mas deve se dar ao respeito.
    Transformar via pública em propriedade privada não está certo.
    Daqui há pouco tempo, se cada um fizer o que quiser onde quiser, onde vamos parar?
    A Prefeitura já os encaminhou para abrigos há pouco tempo e eles voltaram para o mesmo lugar. Não querem ficar no abrigo porque no abrigo não ganham dinheiro.
    Ou seja, diante da situação, só coube ao poder publico, que foi desafiado, agir com rigor para garantir a acessibilidade de todos e a dignidade dos sem teto.

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 09:52
    Permalink

    Este homem , Augusto, não quer ajuda , já deram uma casa pra ele ano passado , e ele e seus amigos voltaram depois de 3 dias, pois tem que trabalhar para se sustentar , pagar as contas de água , luz, colocar alimentos dentro de casa,etc. E no sinal muitos alegam que ganham até 3 salários, que a sociedade dá,
    As pessoas são culpadas , levam comida pra eles, prós cachorros dele, 5 horas da manhã uma Kombi branca , todo dia para , e serve cafezinho com quitandas,
    Assim nenhum morador em situação de rua , vai sair da rua , e procurar um trabalho, ter sua casa ,
    Agora estas pessoas que todo dia levam comida até prós cachorros ,
    levar eles pra porta deles isto não querem,

    7 a 10 cachorros , fazem suas necessidades no passeio, deitam no meio do passeio, onde as pessoas tem passar, late de dia e de noite.
    os próprios , este homem e seus amigos e amigas também fazem suas necessidades no pé das árvores , de dia e de noite,

    Alem do risco destes sacos de papelão , garrafas pets, pegarem fogo , e aí ?
    quem vai arcar com as consequências,
    TV , jornais , só aparecem depois da desgraça, ou seja, vivem em busca de furo de reportagem, agora serem proativos não interessa para a mídia, várias vezes eniamos fotos do local, vídeos e nada,
    O condomínio está a mercê de , baratas, ratos
    que vão aparecendo com o lixo e resto de
    comida, que este homem, e seus amigos deixam na calçada, no beral das colunas do edifício, pois tem dia , que recebem tanta comida , que jogam fora.
    Os órgãos competentes tem sim, de resolver a situação, de maneira correta , respeitando o ser humano, mas que queira ajuda, se não quer tem tirar sim, pois alegação como vou fazer com meus cachorros? , aí é demais , Divinópolis tem local atualmente até para recolhimento de cachorros,
    Precisam acabar com está poluição ambiental.
    Não pode os órgãos responsáveis deixar que uma pessoa em situação de rua, que tem direito social , mas não pode sobrepor ao direito da coletividade,(segurança, saúde, higiene)uma vez que não querem ajuda ,e quando aceitam, somente mediante exigências.

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 09:16
    Permalink

    Engraçado como a midia quer mostrar o que quer ne.
    O morador de rua quer uma casa, mais ir para um casa de abrigo não?
    se essa moda pega em?

    Tem de saber chegar para conversar?
    qualquer pessoa que chegar para falar sobre sua saida ele nao vai atender bem, agora para conversar é logico que ele vai conversar.

    Ele não é violento?
    Foi só ver o uniforme da prefeitura que ele foi já pegar um bastão para se defender.

    Nos temos de ajudar quem quer ser ajudado e não quem escolhe o tipo de ajuda que esta tendo a oportunidade de ganhar.
    Dó? Não tenho nenhuma pois como diz minha mãe moradora antiga de roça diz, serviço tem pra todo mundo só não escolher, e cavalo dado não olha os dentes.
    E olha meus pais já cataram papel e plástico nas ruas na década de 70 e criaram com educação 6 filhos.
    A grande burrice destes moradores de rua é se fazerem de vitima e um parcela da sociedade os apoia. mais não ajuda.

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 08:58
    Permalink

    Leva ele pra sua casa, Geraldo. Cuida dele, tadinho!

    Resposta
  • 28 de julho de 2021 em 06:40
    Permalink

    Parabéns Geraldo pela oportunidade de ouvir o Sr Augusto , será que as pessoas que fazem isso com ele , não sabem , que o mundo dá voltas ?

    Resposta
  • 27 de julho de 2021 em 23:14
    Permalink

    E a comissão de direitos humanos e defesa social da Câmara de Divinópolis ? Já se pronunciaram ?

    Resposta
  • 27 de julho de 2021 em 22:57
    Permalink

    Vergonha pra este prefeito. Sou natural de Divinópolis e tenho vergonha de ser Divinópolitano. Está família varejão Azevedo não vale o ar que respira .

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!