Divinopolitana é vítima de estelionato praticado no Rio de Janeiro com clonagem de dados do ‘NUBANK’


O golpe foi descoberto no dia 11 de janeiro quando a vítima R.C.M compareceu a base de segurança comunitária do Bairro São José, em Divinópolis/MG,  por volta das 19 horas, denunciando que teve duas transações do banco virtual NUBANK,  nos valores de R$ 391,14, e outra de R$ 151,10 que não foram autorizadas por ela, mas debitada na sua conta – Contou a vítima que ao pesquisar no aplicativo do banco constatou que os dois lançamentos referiam-se as compras de bilhetes de passagens de ônibus realizadas no Rio de Janeiro, sendo que uma das passagens era no trecho Rio x Salvador.

Logo foi também constatado que a data de embarque, do Rio de Janeiro para Salvador, era para o mesmo dia que a vítima estava fazendo o Boletim de Ocorrência no posto policial em Divinópolis, ou seja, dia 11/01 às 21 horas, e ainda que o passageiro que iria embarcar seria M. R. F, e qual poltrona ele ocuparia.

Com tais informações o sargento que estava lavrando a ocorrência em Divinópolis, entrou em contato com o Batalhão de Policia Militar do Rio de Janeiro mais próximo da Rodoviária Novo Rio, onde supostamente o falsário embarcaria para Salvador. No mesmo momento uma policial carioca que atendeu o caso no Rio, entrou em contato com a viatura policial que fazia o policiamento próximo à rodoviária carioca.

Quando o passageiro portador de tal passagem chegou e ocupou a poltrona logo chegaram os policiais da PMRJ o abordaram e o prenderam. Ele foi conduzido para a 5ª Delegacia de Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ), depois do depoimento foi liberado.

Posteriormente ao encerramento do caso, o Divinews obteve a informação que o passageiro M.R.F, saiu da cidade de Macaé, para embarcar na rodoviário do município do Rio de Janeiro (capital), sendo que o trajeto normal da linha para Salvador, obrigatoriamente passa por Macaé. A hipótese levantada por fonte do site é que uma quadrilha deve estar agindo aplicando esse tipo de golpe, ou seja, vende passagens mais baratas, adquiridas através de golpes. E as pessoas podem estar adquirindo tais bilhetes incautamente, por anúncios de internet, com o objetivo de levar vantagem de pagar um preço menor.

Equipes que estiveram envolvidas na solução do caso: 3º SGT JULIANO (RJ)

CB ARAÚJO (RJ), CB LAZARO (RJ), BASE 24344, 3º SGT EDVALDO, CB MARA, MP 139ª Cia 28882, CB LUIS, SD CESAR

 

 

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!