Hospital de Campanha de Divinópolis mesmo sem homologação já tem pacientes internados


O secretário de Saúde de Divinópolis, Amarildo Sousa, na manhã desta última quarta-feira (15), explicou ao Divinews como é a operacionalização e a metodologia de atendimento conjunto da UPA, com o Hospital de Campanha, que mesmo sem a homologação, dos 40 leitos já estava com 10 pacientes ontem.

Segundo Amarildo, são quatro locais de assistências, sendo que o Hospital de Campanha está funcionando como um ponto de atendimento e observação, para os pacientes “NÃO COVID”, os que não estão em estado muito grave.

Enquanto no prédio da UPA, em uma parte interna que é acessada pela a entrada principal e tem sua saída pela entrada de urgência. Essa parte está destinada para os pacientes “NÃO COVID GRAVES”, ou seja os infartados e os de acidentes vasculares.

As vítimas de acidentes de trânsito serão atendido no Hospital de Campanha, que é “NÃO COVID”.

Em uma parte separada, existente no fundo da UPA, foi reservado uma entrada para os pacientes “COVID GRAVES” e em uma outra parte para os pacientes “NÃO GRAVES”.

De acordo com o secretário, com a organização do trânsito através do uso de cones. É possível o acesso as quatros áreas de forma independente. A triagem vai direcionar o paciente para o local correto.

Quanto a liberação oficial do Hospital de Campanha, o secretário explicou que o estado já havia recebido a documentação solicitando a liberação do local, e aguarda a assinatura do Secretário Estadual de Saúde. Já na segunda-feira independentemente da liberação o hospital estava com 3 pacientes com suspeita de covid sendo atendidos e no dia da entrevista, nesta última quarta-feira (15) eram 10 pacientes.

 

 

 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!