Valéria Morato como representante das centrais sindicais mineiras entrega carta à Lula: “Vamos juntos”


Encontro do ex-presidente com lideranças sindicais e partidárias foi sua primeira agenda em Minas Gerais

Em nome do sindicalismo mineiro, Valéria Morato, vice-presidenta nacional da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) e presidenta da CTB Minas, entregou a Luiz Inácio Lula da Silva a “Carta das Centrais Sindicais de Minas Gerais”. O documento aponta retrocessos vividos no País desde o golpe de 2016 contra a presidenta Dilma Rousseff, agravados com a chegada de Jair Bolsonaro ao Planalto.

O encontro com lideranças sindicais e partidárias de Minas Gerais abriu, na manhã desta segunda-feira(9), a rodada de agendas no estado. É a primeira viagem de Lula como pré-candidato.

“As centrais estão com você, presidente Lula. Sua vitória é importante para o Brasil reverter esse cenário de retirada de direitos, de fome e de desemprego – para derrotarmos esse fascista”, afirmou Valéria. “Em Minas Gerais, com o governo Romeu Zema (Novo-MG), estamos num processo tão antidemocrático quanto no Brasil. Não vamos descansar enquanto Bolsonaro e Zema estiverem no poder.”

A “Carta das Centrais Sindicais de Minas Gerais”, assinada por CTB, CUT, Força Sindical, InterSindical – Central da Classe Trabalhadora e UGT, reforça diretrizes dos trabalhadores para a campanha eleitoral de 2022. “Depois de seis anos de lutas de resistência, o movimento sindical soma forças a uma ampla frente política e social que se mobiliza e mobiliza a sociedade brasileira para defender a democracia e reconstruir o Brasil”, diz o texto.

Entre outros pontos, as entidades defendem o fim da agenda econômica ultraliberal, a reindustrialização de Minas Gerais e do Brasil, além da retomada de políticas de desenvolvimento regional. As centrais também repudiam a ofensiva privatista dos governos Bolsonaro e Zema sobre estatais como a Cemig, a Copasa e a Codemig.

“Precisamos mudar esse cenário e retomar o ciclo democrático e progressista que vivenciamos em seu governo e no de Dilma Roussef”, aponta a Carta das Centrais Sindicais. “Que sua candidatura, Lula, à frente da Federação Brasil da Esperança, com o apoio de sete partidos e do movimento sindical, ajude a construir, de fato, um futuro de alento, retomada, avanços e esperança. Por emprego e diretos, pela democracia e pela vida, #ForaBolsonaro! Vamos juntos – por Minas Gerais e pelo Brasil!”

A atividade contou com a presença de partidos que integram o Movimento Vamos Juntos pelo Brasil, em apoio à pré-candidatura de Lula à Presidência da República e de Geraldo Alckmin (PSB) como vice-presidente.

2 comentários em “Valéria Morato como representante das centrais sindicais mineiras entrega carta à Lula: “Vamos juntos”

  • 11 de maio de 2022 em 10:43
    Permalink

    Vão juntos. Para o inferno, lugar merecido para todo parasita esquerdopata!

    Resposta
  • 10 de maio de 2022 em 14:56
    Permalink

    kkkkk fome e desemprego? onde? Falta mão de obra nas empresas, pessoas querendo realmente trabalhar, Podem ir no SINE da nossa cidade , tem no mínimo 100 vagas esperando para serem preenchidas, temos escolas tecnicas e faculdades dando, REALEMENTE DANDO cursos de graça e não tem alunos , pessoas querendo realmente trabalhar pra ganhar e dizem que isso é culpa do atual governo.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  34  =  36