Policia Civil pede afastamento de médico que cobrava R$ 50 reais por laudo falso para vacinação contra covid-19


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, nesta quinta-feira (20), as investigações que apuraram a conduta de um médico, na cidade de Formiga, Região Centro-Oeste de Minas Gerais, que estaria forjando formulários para facilitar a vacinação contra a covid-19. O procedimento já foi encaminhado ao Poder Judiciário com pedido de suspensão das atividades do investigado.

A PCMG obteve provas de que o suspeito estaria cobrando R$ 50 de pacientes para apresentar comorbidades que não possuíam, de forma a conseguirem a imunização mais rápida no início da pandemia. No consultório do médico, os policiais apreenderam a agenda e o celular da secretária do investigado, os quais apresentavam o número de formulários entregues.

Ainda foram ouvidas uma série de testemunhas dos crimes e, ao fim da investigação, a Polícia Civil remeteu o inquérito à Justiça com pedido de suspensão das atividades médicas do investigado, nos termos do artigo 319, inciso VI, do Código Penal.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  70  =  77