Para tentar anular transmissibilidade do coronavírus, secretaria de saúde de Divinópolis poderá exigir comprovação de vacinação em eventos


Nesta sexta-feira (17) foi realizada mais uma reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção à Covid-19. Na oportunidade foram avaliados os dados da pandemia, além de discutidas as ações de prevenção ao coronavírus, monitoramento dos casos notificados e confirmados da doença e a execução do Plano Municipal de Enfrentamento e Contingência. Uma das medidas discutidas durante a reunião, no intuito de conter as aglomerações, tumultos e a reduzir os índices da pandemia, o comitê deliberou a exigência da apresentação de comprovação da vacinação contra a Covid-19 em eventos na cidade. O município ainda discute como será colocada em prática essa exigência.

Os membros do comitê destacaram que os números de contágio, de casos confirmados, internações pela doença e até mesmo de mortes estão diminuindo, em razão das medidas preventivas implementadas pelo poder público, com apoio de vários segmentos da sociedade e da própria população.

Porém, segundo o comitê, mesmo com a recessão dos indicativos, toda a população deve continuar respeitando todas estas medidas preventivas, mantendo sempre as mãos higienizadas e adotar o uso de máscaras, o distanciamento, a imunização completa, entre outros, para que os indicativos da Covid-19 permaneçam em queda e, aos poucos, a vida e a economia do município possam retornar à plena normalidade.

Denúncia de aglomerações e demais irregularidades fora do decreto

Recordando que, caso tenha conhecimento de alguma irregularidade, o cidadão pode denunciar anonimamente através do Whatsapp da Vigilância Sanitária (37) 9 9111-0030 ou por meio do App Divinópolis, que pode ser baixado no celular pelo App Store ou Google Play Store. No App Divinópolis poderá ser aberto um chamado, selecionando a aba “Coronavírus”.

Vacinômetro de Divinópolis

Segundo a Secretaria de Saúde e os dados referentes à vacinação contra a Covid-19 atualizados, foram recebidas, até quinta-feira (16/9), 283.472 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo aplicadas 101.932 doses da Coronavac (Butantan), 113.260 doses da Astrazeneca (Fiocruz), 6.060 doses da Janssen e 62.220 doses da Pfizer.

No total, foram aplicadas 262.110 doses, sendo 167.214 da primeira dose, 88.823 da segunda dose e 6.073 de dose única. Foram aplicadas 13.279 doses em trabalhadores da linha de frente, 8.085 doses em trabalhadores de serviço de saúde, 14 doses para os deficientes institucionalizados e 550 doses para idosos institucionalizados.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9  +  1  =