Divinópolis: Pedido da CDL para revisão do horário do comércio é negado pelo Comitê de Combate à Covid


A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Grupo Gestor de Divinópolis protocolou e encaminhou ao Executivo, nessa terça-feira (23), um ofício pedindo a revisão do horário de funcionamento do comércio no município. Contudo, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), o pedido foi indeferido pelo Comitê de Enfrentamento e Combate à Covid-19.

No documento, a entidade solicitava a abertura do comércio de rua de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h e aos sábados, das 8h30 às 14h. Como justificativa, o grupo alega prejuízo causado pelo atual horário em comparação ao decreto 13.799/2020, que autoriza a abertura de centros comerciais, como os shoppings, de terça a domingo, de 12h às 20h, sendo sábado o dia de maior fluxo para as compras.

Ainda, segundo o grupo, o fato de apenas shoppings poderem abrir aos sábados causa uma “probabilidade aglomeração” e que, o melhor cenário, em relação à saúde pública, seria manter comércio de rua e shoppings abertos no mesmo horário.

Dados contrastantes

Outro argumento usado pela CDL, é que após os 15 dias do fim da escala de funcionamento, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 mostrou que os casos da doença no município estariam controlados, que a rede hospitalar e assistencial está estruturada e a ocupação de leitos de UTI está no patamar inferir a 50% da capacidade, o que seria propício para o avanço da reabertura total da economia.

Contudo, é preciso que seja feita uma análise do momento atual tanto do município quanto do Estado. Dessa forma, o Divinews decidiu fazer uma comparação com os dados do dia 27 de abril, quando o comércio reabriu e do último boletim epidemiológico, divulgado nessa quarta-feira).

Em relação às notificações, houve um aumento de 127,6% durante esse período, passando de 1.391 casos notificados (27/04) para 3.166, até ontem. Já as pessoas que testaram positivo ao vírus, o crescimento foi de 307,4%, (81 confirmações em 27/04 e 330 confirmações em 24/06). Enquanto a morbidade apresenta lamentável aumento de 1.000%, em que a cidade havia perdido apenas uma pessoa em abril, e, até o momento, já somam-se 11 óbitos.

Após 60% das UTIs destinadas à pacientes com a Covid-19 estarem ocupadas, quando apenas 40 leitos eram específicos para sintomáticos da doença.  Com isso, em rápida ação da Semusa, a cidade passou a contar com 94 leitos exclusivos aos pacientes do novo coronavírus. A eficiência da secretaria chegou até ser elogiada pelo Estado.

Além disso, o aumento de casos em Minas Gerais fez com que o governador Romeu Zema cogitasse a possibilidade de lockdown em alguns municípios. E, o programa “Minas Consciente”, ao qual foi aderido por Divinópolis, nessa quarta-feira (24), e transfere ao Estado as decisões em relação à proliferação e transmissão do coronavírus na cidade.

Encontro com Galileu

Na sexta-feira (19), o vereador Print Júnior levou representantes da CDL para uma reunião com o prefeito Galileu Machado, em que foram discutidos os “cenários econômicos para a cidade”.

Estavam presentes no encontro membros da CDL, como o presidente, Luiz Ângelo, os ex-presidentes, Petrônio Aquino e José Luiz Seabra, e o membro da diretoria, José Ronaldo Fiúsa. Além do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Rafael Nogueira.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!