Com investimento de R$ 17,1 milhões, Cajuru implanta projeto de Cidade Inteligente que conta com uma Usina de Energia Solar


A Prefeitura de Carmo do Cajuru assinou nessa terça-feira (09) um contrato de implantação do projeto Cidade Inteligente no município. Com parceria público-privada (PPP) com o consórcio GSE Luz, vencedor da licitação, a Prefeitura concederá uma concessão administrativa de 25 anos para estruturação e manutenção da rede de iluminação pública e de telecomunicações da cidade, além da implantação de uma usina de energia solar fotovoltaica.

Carmo do Cajuru é a primeira PPP da Cidade Inteligente do país. O investimento total será de R$ 17,1 milhões de reais, com o valor do contrato girando em torno de R$ 64,5 milhões. A partir deste momento, o consórcio terá nove meses de implantação e já começa a operar as obrar no município.

Entre as melhorias que o projeto proporciona na cidade, está a implementação de lâmpadas de LED na iluminação pública, que geram menor custo e maior potencial de iluminação, o que aumenta a sensação de segurança e conforto.

Já a estrutura de telecomunicação, imposta no contrato, garante ao município uma rede de dados estável e segura, que leva internet via fibra ótica aos prédios públicos, oferece WI-FI gratuito à população e instala câmeras de videomonitoramento para a segurança pública da cidade, tudo em um sistema integrado.

Por último, o investimento na Usina Solar Fotovoltaica, fará com que Carmo do Cajuru gere energia limpa e sustentável, além de trazer mais economia, o projeto representa uma tendência promissora, que garante que nos próximos anos haja um impulsionamento das energias renováveis. Conforme indicado pela Agência Internacional de Energia (IEA), o mundo pós pandemia da Covid-19 ​precisará dobrar investimentos em fontes renováveis para reverter a estagnação do mercado​.

Os estudos e a modelagem do projeto foram executados pelo Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC Brasil), em modelo pioneiro no Brasil.

8 comentários em “Com investimento de R$ 17,1 milhões, Cajuru implanta projeto de Cidade Inteligente que conta com uma Usina de Energia Solar

  • 12 de junho de 2020 em 10:08
    Permalink

    VAMOS ESCLARECER. Teve licitação SIM. O momento narrado foi posterior ao longo processo licitatório, que culminou com a assinatura do contrato, noticiada nesta matéria.

    Resposta
  • 11 de junho de 2020 em 19:55
    Permalink

    Sem licitação?? ??Aproveitando padaria?? ?Porque Ppp é 10 a 30 anos de ganhos com mesma empresa. É uma vergonha esses prefeitos.

    Resposta
    • 12 de junho de 2020 em 10:07
      Permalink

      Teve licitação SIM. O momento narrado foi posterior ao longo processo licitatório, que culminou com a assinatura do contrato, noticiada nesta matéria. Procure saber antes de criticar.

      Resposta
    • 12 de junho de 2020 em 10:13
      Permalink

      Vamos ponderar sobre as obras que serão executadas e os serviços prestados, é um investimento muito alto e é razoável 25 anos. Um parâmetro seria a concessão para empresas de transporte coletivo que, no caso de Divinópolis, é de 10 anos, e os investimentos são menores e o retorno é imediato.

      Resposta
  • 10 de junho de 2020 em 19:16
    Permalink

    Isso é um meio de roubar. POP parceria pública privada deveria ser crime nessa porcaria de país. São milhões por 10,20,30 anos e mais sempre tem um indicado e altamente conversado para afiar dados. A PF deveria sempre fazer uma investigação nesse campo.

    Resposta
    • 12 de junho de 2020 em 10:10
      Permalink

      Discordo completamente. Parceria PP viabiliza investimentos. Basta acompanharmos, os legisladores, que são fiscais, também acompanharem e teremos obras e serviços viabilizadas.

      Resposta
  • 10 de junho de 2020 em 16:24
    Permalink

    Deveria criar um Procon municipal para a cidade também que é de estrema necessidade para os moradores exercerem seus direitos na relação de consumo. Fica a dica.

    Resposta
    • 12 de junho de 2020 em 10:15
      Permalink

      Entendo que é de extrema necessidade sim criar Procons e Conselho dos Usuários, que fiscaliza prestação de serviços públicos.

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!