Em meio à pandemia, passagens de ônibus aumentam em até R$ 1 em Cláudio; Prefeito alega que empresa trabalhava com prejuízo


Além de enfrentar a pandemia do novo coronavírus, que vem causando crise na saúde e na economia, o claudiense terá que desembolsar de R$ 0,50 a R$ 1 para poder se locomover pelos transportes públicos da cidade.
Em decreto assinado pelo prefeito Zezinho e divulgado nessa segunda-feira (11), os moradores de Cláudio terão que pagar entre R$ 3 a R$ 8 em trajetos dentro do município, distrito e comunidades rurais.

Em resposta ao DiviNews, o prefeito Zezinho justificou que a cidade está sem aumento há mais de dois anos e a empresa concessionada trabalhava com prejuízo há um ano. “Não havia outra alternativa. Ou corrige-se a defasagem, diminuindo o prejuízo ou a mesma abriria mão da concessão, o que seria muito mais caro para o município e muito mais prejudicial ao cidadão. A vida continua, Cláudio não ficou parada nem uma semana, está tudo funcionando normalmente”, afirma.

Para a Folha Claudiense, o Chefe do Executivo alega que tanto a Secretaria de Obras, responsável pelo acompanhamento e fiscalização do contrato, quanto seus advogados foram favoráveis ao aumento. “Procedeu o enquadramento da pretensão apresentada, na fórmula de reajuste pré-estabelecida em edital para verificação do quantum a ser reajustado, tendo se manifestado de forma favorável, e ainda, tendo em conta a legalidade do referido ato administrativo, conforme parecer da Advocacia Geral do Município”, relata.

Zezinho ainda abordou que a empresa teve uma redução de 30% da sua capacidade de pessoas sentadas, devido ao Covid-19, o que teria impactado a arrecadação. “Considerando por fim, que as políticas de prevenção a COVID-19 em vigor no município desde março do corrente ano -art. 5º do Decreto Municipal nº. 448 de 03 abril de 2020 e art. 10 do Decreto Municipal nº. 444 de março de 2020 -limitou a capacidade operante de cada veículo a 70% (setenta por cento) da ocupação sentada, o que torna perfeitamente viável o enquadramento da pretensão de reajuste ao item 17.4.1 do edital”, finaliza.

Já nas redes sociais, parte da população mostrou indignação e falta de empatia do poder Executivo ao lidar com o momento vivido. Como o desabafo de José Raimundo que questionou o funcionamento do setor tributário. “Não prorrogaram a taxa de arrecadação do meu alvará, apenas parcelou. Não consegui pagar na data estipulada e me cobraram uma multa de quase R$ 15, acho um descaso com o contribuinte do município”.
Com o reajuste publicado, a passagem das linhas urbanas 01, 02 e 03, subirá de R$ 2,50 para R$ 3.  A linha 04, do distrito M.J.A/Corumbá e Roteiro, passará de R$ 3,90 para R$ 4,25. Já a linha 05, das comunidades rurais e Roteiro, as passagens aumentam de R$ 7 para R$ 8.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!