Em Divinópolis suspeita de coronavírus vira caso de policia no Serviço Municipal de Luto; era ou não era a doença


A morte que ocorreu na UPA neste domingo (12), de Adair José da Silva, de 56 anos, virou uma guerra entre o Serviço Municipal do Luto, a UPA Padre Roberto e os familiares da vítima – A informação inicial confirmada pela Diretoria de Comunicação, após o Divinews ter obtido a informação através de fonte, é que a equipe médica teria recomendado que o caso fosse tratado no Serviço Municipal do Luto, como coronavírus. Com isso o corpo da vítima foi preparado como tal e o caixão foi lacrado. Ocorre que os familiares discordaram da orientação dada aos agentes funerários e chamaram a Policia Militar no local para lavrar um Boletim de Ocorrência. Posteriormente os médicos da UPA retrocederam na recomendação de que o corpo fosse tratado como vítima do coronavírus e que fosse liberado para o velório, pois a declaração de óbito indicava que Adair faleceu por “insuficiência respiratória, vômito, pneumonia, e hepatite alcoólica.

Com isso, segundo a Comunicação da Prefeitura, a morte que ocorreu ainda na madrugada deste domingo (12), só teve o corpo liberado bem mais tarde e o velório ocorreu das 15 horas até as 17 horas, com o caixão lacrado.

Versão da família

Segundo o genro da vítima, Maychel Douglas, o médico descartou que a morte pudesse ter sido por Covid-19, isso ocorreu as 02:15 da madrugada deste domingo, e logo ele foi providenciar os documentos para o velório que estava previsto para ser as 11 horas na Praça Eliseu Zica, e o sepultamento ser realizado as 17 horas no cemitério do Bom Pastor.

Os familiares ficaram aguardando no salão de velório que o corpo fosse entregue pelo Serviço do Luto, e como estava muito atrasado, Maychel resolveu ir lá pessoalmente para saber o motivo do atraso. Ocasião em que foi informado que o corpo ainda estava na UPA e que não poderia ir para o  velório pois a UPA não queria liberar o corpo. Então, Maychel se dirigiu para a UPA para saber o que estava aconteceu.  Quando chegou na Unidade de Pronto Atendimento ele foi informado que de fato o  Luto não poderia levar o corpo se não feita a desinfecção. Isso gerou um impasse com os familiares.

Até que finalmente a UPA resolveu liberar o corpo com a condição de que ele tivesse o preparo dando a morte por coronavírus. E assim foi feito. Os agentes funerários, já com receio da morte anterior de um homem que eles “trabalharam” o corpo sem proteção, e posteriormente foram informados de que a causa da morte era coronavírus, não queria correr novamente o mesmo risco e adotaram o procedimento por Covid-19.

Ainda, segundo informações de Maychel, o velório foi realizado por apenas 2 horas e com o caixão fechado. Ele analisa se entrará ou não com um processo contra a Prefeitura pelo desgaste que a família teve.

7 comentários em “Em Divinópolis suspeita de coronavírus vira caso de policia no Serviço Municipal de Luto; era ou não era a doença

  • 15 de abril de 2020 em 00:13
    Permalink

    Que vergonha deste divinopolis essa saúde,serviço de luto prefeitura lambança total !!!

    Resposta
  • 13 de abril de 2020 em 11:09
    Permalink

    Se não tem exames para confirmar qual doença a pessoa está e qual é a causa da morte , e esta pessoa chegou a UPA com todos os sintomas causados pelo covid -19 eu penso que para a própria segurança da família enlutada e tb dos profissionais que irão lidar com o corpo que seja tratado como COVID-19 . Isto para manter a segurança então não precisa tanto escândalo. Ninguém sabe nada sabe este vírus , todos estão descobrindo juntos e não podemos encontrar culpados se existe erros nestes momento . É uma guerra contra um inimigo invisível. A dor da morte sei que é grande , mas a dor de um profissional da saude por perder um paciente por não saber o que fazer tb é mto grande . Então vamos ter solidariedade e respeito dos dois lados . Se Deus quiser isto tudo logo vai passar !🙏

    Resposta
  • 13 de abril de 2020 em 10:51
    Permalink

    Fizeram ao menos um exame de sangue da vítima. Entre achar e ter certeza há um abismo…

    Resposta
  • 13 de abril de 2020 em 00:34
    Permalink

    DE NOVO UM ERRO IMPERDOÁVEL DSS AUTORIDADES DE SAÚDE!!!MAIS UMA VEZ FICA DEMONSTRADO O DESPREPARO DO SISTEMA DE SAÚDE MUNICIPAL QUE PRA PIORAR A SITUAÇÃO DO COVID19 NAO CONSEGUE NEM DEFINIR QUEM MORREU DE QUÊ!!!!

    Resposta
    • 13 de abril de 2020 em 09:21
      Permalink

      Sim verdade , devem agir com respeito e honestidade.

      Resposta
  • 13 de abril de 2020 em 00:14
    Permalink

    Todos que morrem agora é corona vírus!

    Resposta
    • 13 de abril de 2020 em 09:19
      Permalink

      Que vergonha em pleno o ano de 2020, a secretária municipal de Saúde de Divinópolis , infelizmente agindo de forma indevida para dar números de causa de morte não correta , muito triste, vamos agir com honestidade .

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  24  =  25