Relatório Final da CPI da UPA é aprovado na Câmara de Divinópolis; irregularidades foram encontradas


Por: Yasmin Oliveira

 

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura irregularidades no contrato de gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto, em Divinópolis, foi aprovado nesta quinta-feira (29) durante reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Divinópolis.

A Comissão conseguiu provar que houve irregularidades administrativas e de funcionamento e que, além disso, houve várias omissões durante o processo.

A demora da CPI se deu por ausência de depoentes que atrasaram os trabalhos de andamento da CPI

CPI da UPA

A CPI da UPA de Divinópolis foi criada pela Câmara Municipal em dezembro de 2017 durante uma crise financeira que a unidade estava passando, afetando até no atraso de salários de funcionários e na suspensão parcial dos serviços.

A Comissão de Saúde da Câmara de Divinópolis foi composta pelos vereadores: Janete Aparecida, Raimundo Nonato, Nego do Buriti, Rodrigo Kaboja e Zé Luiz da Farmácia que foram até a unidade encontrando assim inúmeras irregularidades.

Situação da Unidade

Em conversa com a imprensa a vereadora Janete Aparecida disse que foram encontradas diversas irregularidades administrativas e de funcionamento que oferecem risco a saúde da população em risco.

A vereadora lembrou também sobre o contrato de 95 milhões que deveria ter um acompanhamento de fiscalização mais rigoroso e visto de perto, ressalta o excesso de omissão.

“Um contrato de 95 milhões não pode ficar sem acompanhamento, tem que estar sendo fiscalizado o tempo todo. Se houve mudança no contrato tinha que ser feito um aditivo, se encontrou irregularidade naquela época porque não fizeram as denúncias?”

Mais detalhes da fala da Vereadora você pode conferir no vídeo abaixo:

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  48  =  58