Reforçada a corrupção do tucano Aécio Neves na cidade administrativa


Outro ex-executivo da Odebrecht —desta vez, que não fechou acordo de delação premiada— reforçou acusações de corrupção nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais; Carlos Berardo Zaeyen afirmou à PF que dois contratos, na prática, teriam sido usados apenas para justificar o repasse de dinheiro; Odebrecht diz que havia acerto entre as empreiteiras para pagamento de 3% do valor total do contrato em propina para o então governador Aécio Neves (PSDB-MG)

O depoimento de um ex-funcionário da Odebrecht que não fechou acordo de delação premiada reforça a suspeita de irregularidades nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais. Ex-coordenador de execução de um lote, Carlos Berardo Zaeyen afirmou à Polícia Federal, em 20 de novembro, que o consórcio responsável por esse trecho do empreendimento — formado por Odebrecht, OAS e Queiroz Galvão — firmou dois contratos que, na prática, teriam sido usados apenas para justificar o repasse de dinheiro.

Zaeyen depôs no inquérito que apura as suspeitas de pagamento de propina ao senador Aécio Neves (PSDB), que era governador na época da obra, por parte das empreiteiras. Zaeyen era subordinado ao diretor da Odebrecht Sérgio Luiz Neves, que fez acordo de delação e contou sobre o esquema de corrupção. Zaeyen disse não ter tomado conhecimento sobre o acerto de propina que teria sido feito por seus superiores. Responsável por fazer relatórios mensais, ele contou ter assinado os contratos com as construtoras Cowan e Alicerce “por confiança em seu diretor”.

A Cidade Administrativa de MG foi citada por delatores da Odebrecht como sendo uma obra em que teria havido um acerto entre as empreiteiras com o conhecimento de Aécio para definir os consórcios vencedores. Como contrapartida, combinaram o pagamento de 3% do valor total do contrato em propinas para o tucano.

As informações são de reportagem de Mateus Coutinho em O Globo.

 

3 comentários em “Reforçada a corrupção do tucano Aécio Neves na cidade administrativa

  • 16 de janeiro de 2019 em 13:30
    Permalink

    quando a PF vai tomar atitudes contra Aecio

    Resposta
  • 16 de fevereiro de 2018 em 09:57
    Permalink

    O mineirinho é do PSDB e para a justiça brasileira o que vem contra os tucanos “não vem ao caso.” São tantas noticias de corrupção contra este crápula e não dá
    em nada, pelo contrário vão liberá-lo para concorrer ao governo de Minas. Só sendo muito sem vergonha e idiota para votar neste sujeito. Garanto que fosse contra o PT, o Lula já estaria sendo investigado imediatamente. Afinal quantos tucanos estão sendo investigados e condenados? Parece que existe uma ceita tucanaria, composta por membros da elite social, do Legislativo, do judiciário, do setor empresarial e de profissionais liberais de grande porte.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2018 em 21:58
    Permalink

    o que estao esperando para por esse tucano na cadeia

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

49  +    =  51