PINTURA ESTRATIGRÁFICA VIRA CASO DE POLICIA EM DIVINÓPOLIS: Delegado intimará participante de rede social que fez ameaças a engenheiro de trânsito


O Delegado de Polícia Civil, Marcelo Nunes, após queixa recebida, vai intimar um participante de rede social, já devidamente identificado, que ameaçou um engenheiro de Projetos da Secretaria de Trânsito e Transportes (SETTRANS), por supor que teria sido ele, o autor do projeto da pintura estratigráfica feita na Rua Dolores de Aguiar Rabelo, no Bairro Interlagos.  Em um post, o usuário da rede social, ameaçou o engenheiro, em consequência de um acidente envolvendo o seu caminhão, em que ele atribuiu à pintura estratigráfica realizada na rua – Segundo uma fonte, o autor teria ameaçado: “Se achei o seu telefone, eu acho a sua casa, não vou ficar no prejuízo” – Ocorre que, a pintura realizada naquele logradouro público, não foi de responsabilidade da SETTRANS, e sim da Usina de Projeto. E mesmo que fosse, e com um trabalho de qualidade avaliada pela população como péssimo, não dá  direito a ninguém de fazer ameaças – Por isso, o Delegado Marcelo Nunes, afirmou que, embora alguns pense ao contrário, a internet não é terra de ninguém, onde qualquer um pode falar e fazer qualquer coisa, o que bem entende que estará distante das garras da lei – Segundo informações que chegaram ao Divinews, o engenheiro que está muito abalado emocionalmente, processará os responsáveis por grupos de WhatsApp que divulgaram sua imagem de graça, sem estar em nenhum contexto de notícia, intencionalmente cometendo um assédio moral virtual.

Imagem:  TV Candides

Um comentário em “PINTURA ESTRATIGRÁFICA VIRA CASO DE POLICIA EM DIVINÓPOLIS: Delegado intimará participante de rede social que fez ameaças a engenheiro de trânsito

  • 14 de Março de 2018 em 13:39
    Permalink

    Olha Sr. Engenheiro da SETTRANS, trabalhar cura abalos emocionais. E o serviço mal feito, realizado pela “equipe” da Usina de Projetos, deveria ter sido monitorado, acompanhado e realizado pela Secretaria de “Transito e Transportes”. Essa é função dela. Mas se ambas não tem competência para tal, peçam para quem sabe; pedir ajuda não é vergonha. Vergonha é chamar aquele RABISCO de PINTURA ESTRATIGRÁFICA, feito na Av Dolores de Aguiar Rabelo, no Interlagos. O que nos espanta é a policia civil se preocupar com os abalos emocionais do engenheiro e não com o risco de morte da população divinopolitana, que trafega naquela avenida, que é via de acesso para a UPA e para Carmo do Cajuru.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.