CSSJD REALIZA CIRURGIAS QUE INTEGRARÃO ESTUDOS INTERNACIONAIS

Publicado por: Redação

No último dia 5 de novembro foi um dia histórico para o Complexo de Saúde São João de Deus, por ter sido realizada duas cirurgias em dois pacientes, uma mulher de 22 anos, que foi submetida a uma osteotomia de mandíbula e um homem de 41 anos, que passou por um procedimento de reconstrução de mandíbula que vão fazer parte de um estudo clínico in vivo realizado na América Latina, comparativo de prótese customizada de ATM (Articulação Temporomandibular) com prótese do tipo Standart de ATM (Articulação Temporomandibular). O estudo foi patrocinado pela CPMH, empresa sediada em Brasília que cria próteses customizadas para a reconstituição da face, arcada dentária e mandíbulas, sendo a responsável pela doação das próteses e pelo investimento, que chega a ordem de R$ 460 mil, para o uso de materiais de alta tecnologia, o chamado “padrão ouro” de tratamento em pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS. 

De acordo com o coordenador do Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Odontologia Hospitalar do CSSJD, Dr. Thiago Aguiar, os estudos estão totalmente regularizados pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, CNPQ – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Plataforma Brasil, trazendo benefícios para a assistência aos pacientes e levando o nome da instituição para toda América Latina. “Estamos trazendo o que há de melhor no mundo para os tratamentos das deformidades da face, devolvendo então qualidade de vida, reinserção social, e uma funcionalidade ímpar, além de colocar o São João de Deus em um patamar, cientificamente falando, muito alto, porque além da oferta de qualidade de vida aos pacientes, estamos fazendo ciência séria, produzindo artigos que serão publicados em âmbito internacional, trazendo uma qualidade de resultados enorme para esses pacientes, colocando o São João de Deus, como instituição muito séria que é, cada vez mais forte, cada vez mais vigente no cenário acadêmico”, detalhou.

Continua depois da publicidade

Já para o Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da CPMH, o Cirurgião Bucomaxilo, Dr. David Ribeiro, a parceria se tornou uma oportunidade única da empresa mostrar a qualidade dos produtos, que são desenvolvidos em solo nacional e exportados para dezenas de países no mundo, além de mudar a realidade de pacientes que não teriam condições financeiras de custear um tratamento como o oferecido nesta parceria. “Sabemos que no Brasil existe uma dificuldade muito grande na reconstrução articular de pacientes com problemas na articulação temporomandibular. Muitos pacientes passam pela fase de ressecção, seja de um tumor, seja por um trauma, mas a reconstrução fica limitada e o paciente perde função. Hoje, conversando com o Dr. Thiago, pude perceber que a demanda aqui é absurda, ainda mais pela quantidade de pacientes que o São João de Deus drena. Percebemos uma possibilidade interessante de reabilitar esses pacientes usando essa tecnologia desenvolvida no Brasil. É uma parceria muito interessante, pois ao mesmo tempo que conseguimos auxiliar o paciente ,maximizamos os nossos resultados de desenvolvimento”, analisou.

O primeiro procedimento realizado foi da paciente J.M.C., de 22 anos. Ela possuía um tumor mandibular na articulação, causando uma assimetria no rosto. A paciente recebeu o diagnóstico da necessidade de realização da cirurgia em 2015, no entanto, tentou fazer um tratamento preventivo para evitar a realização do procedimento. Em 2020, ela recebeu a notícia que colocaria a prótese, mas a pandemia da Covid-19 atrasou os planos. “Hoje estou muito feliz, pois a pandemia adiou muito a realização dessa cirurgia. Estou bastante animada, porque é algo que precisava fazer, pois sinto bastante dor e sei que, com a cirurgia, o problema vai ser resolvido!”, comemorou.

O segundo procedimento realizado foi do paciente H.C.S., de 41 anos, que tem sido acompanhado pelo Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Odontologia Hospitalar desde julho deste ano, quando foi vítima de um disparo de arma de fogo e teve perda total do côndilo mandibular. Para o paciente, a cirurgia representa um recomeço em sua vida. “Fui muito bem atendido aqui no hospital e assim que terminou a cirurgia (realizada em julho), o Dr. Thiago me disse que havia conseguido essa prótese. Fiquei muito feliz, pois representa um recomeço, uma vida nova. Estou sendo acompanhado aqui desde julho, e desde então venho duas vezes ao mês para fazer fisioterapia e ser atendido pela equipe do Dr. Thiago”, detalhou.

comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos felizes por você ter escolhido deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de privacidade.

Continua depois da publicidade