“Cleitinho e a família estão enganando as pessoas. Ele é a pior espécie de político, que finge de bobo pra viver. É covarde!”, detona Marcelo Aro (vídeo)


Marcelo Aro (PP) foi mais um dos candidatos ao Senado entrevistados pelo Divinews. Durante o bate papo nesta terça-feira (27), Aro dedicou boa parte do tempo a criticar a falta de preparo de Cleitinho e seus familiares e diz que quer desmascará-lo. Marcelo Aro foi enfático ao dizer que Cleitinho não tem preparo e conhecimento suficiente para representar Minas Gerais no Senado.

Aos 35 anos, Marcelo Aro contou que tem 10 anos de vida pública. Foi vereador em Belo Horizonte e, na sequência, teve dois mandatos como deputado federal. Ele é jornalista, advogado e mestre em direito constitucional. Chamou atenção para o fato de ter se preparado muito, e ter colecionado experiência ao longo do tempo em que está na política. Por isso, Marcelo Aro disse estar pronto pra chegar ao Senado da República, uma das principais instâncias políticas do país. “Política pra mim é transformar vidas. É missão, é vocação e eu tenho certeza que se for eleito Senador, vou dar muito orgulho para o povo de Minas Gerais. E estou muito certo de que daqui a cinco dias estaremos comemorando”, disse Aro, confiante que será eleito no próximo domingo.

Marcelo Aro destacou que o trabalho dele na política está muito ligado à luta pelos direitos de pessoas com deficiência. Um dos seus principais objetivos políticos está relacionado justamente a isso. Aro quer propor a criação de um Fundo Nacional para Pessoas com Deficiência, com recursos financeiros específicos e exclusivos para pacientes que sofrem com esse tipo de doenças e síndromes. Com essa forma de incorporar gastos, a intenção é facilitar o acesso a remédios e tratamentos de alto custo.

O candidato do PP mostrou bastante conhecimento jurídico, afinal, é advogado e mestre em direito constitucional. Ele fez questão de destacar as ideias que tem para melhorar a segurança pública, um dos principais pilares da política. Aro disse que é preciso acabar com a impunidade, com a sensação de que o crime compensa. E pra isso, é indispensável aperfeiçoar a legislação penal. Ele disse que o Código de Processo Penal e o Código Penal foram escritos há cerca de 80 anos e precisam passar por alterações, principalmente no que tange a impunidade. O candidato ainda aproveitou o espaço para elogiar várias ações do governador Romeu Zema e disse que pretende levar algumas ideias para serem expandidas para todo o país, como por exemplo o programa Trilhas do Futuro, que oferece ensino técnico e ajuda de custo para mais de 130 mil pessoas em Minas.

Quando o assunto foi saúde pública, Aro destacou a situação dos hospitais regionais, incluindo o de Divinópolis, que já deveria estar pronto há cerca de 10 anos. “As obras foram paradas pelo Pimentel, do PT. Zema teve que destravar as construções e eu acredito que nos próximos meses o trabalho já tenha recomeçado”, destacou Aro.

Cleitinho não tem nenhum preparo para ser Senador da República. Ele não tem resposta para as perguntas, só sabe atacar.

Na entrevista, Marcelo Aro falou bastante sobre um dos seus principais rivais na corrida até o Senado. Não poupou críticas a Cleitinho e disse que ele não tem nenhum preparo para chegar ao Senado. Aro comentou o embate que os dois tiveram no último domingo, durante o debate promovido pela EPTV, afiliada da Globo em Varginha. Contou que antes do programa viu Cleitinho gravar um vídeo, daquela forma que todo mundo já conhece. Esbravejando, nervoso, Cleitinho disse que iria desmascarar os políticos e que estava pronto para o combate no debate. Mas, quando o programa começou, Aro disse ter ficado surpreso ao vê-lo visivelmente intimidado, sem preparo e sem resposta para nenhuma das perguntas.

Marcelo Aro disse que Cleitinho mostrou, mais uma vez, que não tem conhecimento suficiente para propor soluções e apresentar ideias. Disse que Cleitinho é apenas um ‘tik-toker em busca de votos’. E completou: “Cleitinho na frente da câmera é o cara. Na hora do pessoal, no cara a cara, é outra história. Quando o vídeo acaba, quando o celular desliga, ele não é nada daquilo que ele passa nos vídeos que ele faz”.

Aro disse que Cleitinho não consegue discutir ideias, não tem capacidade de debater opiniões, nem tem conhecimento suficiente para falar de assuntos mais complexos. “Eu gostaria muito que ele aceitasse mais um debate comigo, pra gente discutir ideias, mas eu duvido que ele vá aceitar. É só barulho, não traz solução pra ninguém, não resolve o problema de ninguém” desafiou.

“Estou esperando o vídeo de Cleitinho cobrando explicações do irmão”

Marcelo Aro também não poupou críticas ao falar sobre a postura de Cleitinho em relação ao escândalo envolvendo desvio de dinheiro e superfaturamento milionário na secretaria de educação de Divinópolis. Lembrou que durante as eleições municipais, há dois anos, Cleitinho chancelou a candidatura do irmão, o atual prefeito Gleidson Azevedo, e prometeu que iria fiscalizar e acompanhar de perto a gestão da prefeitura. Mas agora, diante de tantas evidências concretas de que Gleidson falhou, Cleitinho ignora a gravidade do problema, mente e tenta proteger o irmão. “Quando é com ele é perseguição política, com os outros não é. Ele deveria fazer um vídeo falando dessa situação. É uma coisa absurda”, comentou o candidato.

Aro disse que Cleitinho adora mostrar problemas em outros lugares, mas prefere “passar pano” quando o erro vem de dentro da família dele.  “Cleitinho tem o costume de ir nas prefeituras, ir nos órgãos públicos e faz vídeos totalmente sensacionalistas. Ele não escuta a outra versão e sai criticando. Eu não entendo quem se deixa ser enganado pelo Cleitinho. Ele está tentando fazer as pessoas de bobo”, continuou.

O candidato do PP também falou sobre a justificativa dada por Gleidson e por Cleitinho, que culpam a Secretária de Educação pelos erros, tentando isentá-lo de qualquer erro. “O chefe do poder executivo é o prefeito. O que os secretários fazem é problema do prefeito. O Cleitinho mostra os problemas de todo mundo, mas não mostra os problemas da casa dele”, criticou Marcelo Aro.

Eu quero desmascarar o Cleitinho

Marcelo Aro não conseguiu se segurar e chegou a gargalhar de algumas falas ridículas de Cleitinho, como quando ele se referiu a si mesmo como uma bomba atômica que seria jogada no Senado. “O Cleitinho não tem preparo nenhum para ser senador da República. O cargo é muito importante e a gente não pode errar. E o problema é que tem gente caindo no papo furado de Cleitinho”, afirmou Marcelo Aro durante a entrevista.

Aro disse que Cleitinho se comporta como um bambu atingido pelo vento, ou seja, vai de um lado pro outro, da forma como melhor lhe convir. “Eu quero desmascarar Cleitinho Azevedo. A essência dele é de traidor. Ele não tem compromisso com ninguém, só tem compromisso com ele e com a família dele”, disse.

Recentemente, vários vídeos estão sendo compartilhados em redes sociais mostrando que, em um passado não muito distante, Cleitinho fazia duras críticas a Jair Bolsonaro, a quem ele chamava de incompetente e irresponsável. Uma posição bem diferente da que ele adota agora, quando é visto andando na garupa de Bolsonaro e dizendo que reelegê-lo é a melhor opção para o Brasil.

Marcelo Aro disse que Cleitinho apenas se aproximou de Bolsonaro por conveniência, para tentar enganar o bolsonaristas e conseguir os votos deles. “Ele falava mal do Bolsonaro, fazia vídeos contra ele. Quando acreditou que ele estava bem, resolveu se aliar a Bolsonaro.”

Aro disse que, como estratégia politiqueira, para conseguir se aproximar de Bolsonaro Cleitinho percebeu que seria necessário se aliar a Carlos Viana, candidato apoiado por Bolsonaro para a disputa pelo governo de Minas. Mas a aproximação foi apenas um disfarce, um trampolim para que ele pudesse chegar até Bolsonaro. Tanto que, apenas dois dias depois de falar publicamente que seria leal a Bolsonaro e a Carlos Viana, Cleitinho pediu voto para Romeu Zema durante o debate da EPTV. “Quando ele viu que Viana não decolou, ele traiu o Viana ao vivo e a cores. Imagina o Viana assistindo o debate e sabendo que foi chifrado na frente de todo mundo”, comentou Marcelo.

Um comentário em ““Cleitinho e a família estão enganando as pessoas. Ele é a pior espécie de político, que finge de bobo pra viver. É covarde!”, detona Marcelo Aro (vídeo)

  • 29 de setembro de 2022 em 10:38
    Permalink

    mais um bobo-alegre que usa hipocrisia para atacar, não sou a mãe dinah, más vou fazer a previsão, é mais fácil drácula doar sangue do quê este bobo-alegre ser eleito, pronto falei.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8  +  1  =