ACONTECEU: “Restaurando Marias”, curso de prevenção à violência contra mulheres


No último domingo (07), de acordo com a coordenadora do projeto, Camila Evelyn Góes Lacerda Magalhães, aconteceu de forma interativa o curso ‘Restaurando Marias’, que tem como objetivo apoiar as mulheres vítimas de violência e em  vulnerabilidade social, que muitas vezes são vitimas de abusos disfarçados de afeto, que não se consegue identificar de cara, imediatamente, isso porque o  agressor tem atitudes manipuladoras que prende a mulher dentro de um relacionamento abusivo com disfarces de cuidados, e acaba afastando a mulher de amigos e familiares, além de controlar roupas, cabelo e lugares que ela frequenta. Chegando muitas vezes, até mesmo fazer com que a vítima deixe de trabalhar, além de chamá-la de burra e fazer críticas sobre o seu corpo, tudo sob o manto de ser uma brincadeira – As mulheres ficam presas em relacionamentos tóxicos e abusivos sem perceber o que está acontecendo com ela – Camila entende que é preciso tocar neste tema, isso porque tal comportamento do homem não raramente costuma evoluir para violência física e chegar ao feminicídio.

O Curso foi ministrado no domingo, por causa do aniversário de 16 anos da Lei Maria da Penha, explicou a coordenadora. Que a partir de então, serão realizadas palestras e rodas de conversas nas escolas e faculdades, além da realização de alguns eventos que serão programados.

As mulheres que demandarem o projeto poderão ser atendidas de modo online por psicólogas e com orientações jurídicas.

Camil, a coordenadora avaliou que o curso foi muito bom, e que foram recebidos muitos “feedback” positivos com muitos casos de relatos de relacionamentos abusivos. “O curso foi bem interativo e as participantes ficaram à vontade para interagir. Conseguimos alcançar o objetivos que era esclarecer sobre as formas de violências e direitos”, finalizou.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3  +  4  =