Asfalto usinado a quente para aplicação a frio pode ser aplicado na chuva e até em buracos com água, dizem especialistas

Publicado por: Redação

De acordo com especialistas no assunto, o asfalto usinado a quente para aplicação a frio, pode ser aplicado na chuva até mesmo em buracos com água. O asfalto convencional deve ser aplicado e compactado a quente e portanto quando entra em contato com a água da chuva ou de uma poça d’água ele esfria rapidamente perdendo sua capacidade de resistência e aderência. Já o asfalto frio é concebido para ser aplicado e compactado na temperatura ambiente portanto não sofre este resfriamento repentino em contato com a água e mantêm dessa maneira sua aderência e capacidade de suporte.

Comumente comercializado em sacos, o asfalto usinado é um concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) com adição de polímeros e aditivos que retardam a cura (ou endurecimento) do asfalto, possibilitando assim a sua estocagem e aplicação a frio, principalmente em pequenas quantidades.

Continua depois da publicidade

O processo de fabricação é semelhante ao asfalto convencional, onde os agregados pétreos e o cimento asfáltico de petróleo são misturados a quente em uma usina de asfalto. Durante este processo são adicionados os polímeros e aditivos que permitem o uso prolongado do asfalto mesmo depois de frio. Quando sai da usina o asfalto frio é estocado e ensacado para comercialização, porém em alguns casos também pode ser fornecido a granel. Além de poder ser ensacado e estocado, a aplicação a frio ainda proporciona diversas vantagens.

Pode ser aplicado na chuva ou em buracos com água

Diferentemente do asfalto convencional o asfalto frio pode ser aplicado na chuva ou em buracos com água. O asfalto convencional deve ser aplicado e compactado a quente e portanto quando entra em contato com a água da chuva ou de uma poça d’água ele esfria rapidamente perdendo sua capacidade de resistência e aderência. Já o asfalto frio é concebido para ser aplicado e compactado na temperatura ambiente portanto não sofre este resfriamento repentino em contato com a água e mantêm dessa maneira sua aderência e capacidade de suporte.

Compactação Alternativa

A compactação tradicional utilizada em obras de pavimentação comuns não é necessária quando utilizamos asfalto frio, em geral são utilizados rolos lisos ou de pneus, equipamentos de grande produtividade que podem compactar grandes áreas de asfalto em pouco tempo. Como o asfalto convencional precisa ser aplicado e compactado em altas temperaturas este serviço precisa ser realizado de forma rápida, antes que o asfalto esfrie. Com o asfalto frio estes equipamentos que na maioria das vezes são muito caros não precisam ser utilizados. Na maior parte das aplicações basta uma placa vibratória ou o próprio pneu do carro ou do caminhão para realizar a compactação, esta facilidade também é proporcionada pelos polímeros e aditivos que melhoram a trabalhabilidade da massa asfáltica.

Não emulsionado

Além de facilitar a compactação os polímeros e aditivos adicionados na massa asfáltica, na hora da usinagem, dispensam a realização de imprimação e pintura de ligação. Estas duas etapas precedem a etapa de aplicação da massa asfáltica convencional e permitem a perfeita adesão do asfalto a camada de base. No caso do asfalto frio estas fases não são necessárias pois os aditivos presentes no mesmo proporcionam a perfeita adesão do pavimento às camadas inferiores, sem grudar nos pneus dos carros ou nas solas dos sapatos.

 

Fonte: Novo Asfalto

 

comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos felizes por você ter escolhido deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de privacidade.

Continua depois da publicidade