No 31º tremor de terra em Divinópolis, numero de bairros que sentiram são ampliados


Em um dia relevante para a sismologia no Brasil, quando há exatos 100 anos, a terra tremeu em Mogi Guaçu no interior de São Paulo com um dos maiores terremotos que já aconteceu no Brasil, com um cismo que teve magnitude 5.1, o 31º abalo sísmico que ocorreu na madrugada desta quinta-feira (27) teve o maior alcance em número de bairros alcançados, embora de proporção menor que o primeiro registrado, que foi de 3.0 na Escala Richter, desta vez foi de 2.4  – No bairro Manoel Valinhas, por exemplo, moradores contaram que utensílios da cozinha chegaram a cair com o tremor. Alguns locais do centro de Divinópolis que até então não havia relatos o tremor foi sentido.   O Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (27) confirmou o abalo às 00h25. O tremor alcançou 2,4 graus na escala Richter. Por aplicativo de mensagens instantâneas, moradores relataram tremores nos bairros Icaraí, Candidés, Grajaú, Manoel Valinhas e até no bairro Belvedere. 

“Gente eu senti foi muito forte minhas janelas tremeram todas meu cachorrinho até assustou. As panelas na casa da minha prima chegaram a cair”, contou uma internauta.

A maioria dos bairros que sentiram o abalo ficam na região nordeste da cidade, local onde existe uma fratura de centenas de metros na crosta terrestre. Os epicentros, de acordo com relatório da USP divulgado na semana passada, ocorrem todos neste mesmo local, o que explicaria uma maior intensidade sentida por moradores dessa região.

Tremores

Desde o dia 10 desse mês, Divinópolis já registrou pelo menos 31 tremores de terra. O de maior magnitude foi registrado no dia 10, alcançando 3,0 graus na escala. O último abalo havia sido registrado no dia 20 chegando a 2,2 pontos.

Na terça-feira (18) da semana passada a USP registrou um tremor de mesma intensidade que registrado hoje (27) 2,4 graus. De acordo com a USP, abalos dessa magnitude não são capazes de causar grandes danos. A USP explicou ainda que não há como prever se novos tremores poderão ocorrer nem mesmo as suas magnitudes.

As datas e horários dos outros tremores

Segunda-feira (10/01)

20h13/3,0

quinta-feira (13/01)

15h25/2,8

15h32/2,9

19h30/1,8

Sexta-feira (14-01)

23h52/2,0

00h04/1,6

18h04/2,2

Sábado (15/01)

23h07/1,9

04h39/1,6

04h45/2,4

06h34/1,8

08h38/2,1

10h23/2,4

10h26/1,9

19h23/1,9

Domingo (16/01)

04h24/1,6

08h43/1,7

15h27/2,1

Terça-feira (18/01)

09h02/2,9

12h36/2,4

16h16/2,6

17h29/2,2

20h11/2,0

21h36/2,4

Quarta-feira (19/01)

01h06/2,0

01h57/1,9

02h34/2,1

10h54/2,5

11h32/2.2

Quinta-feira (20/01)

05h06/2,2

Quinta-feira (27/01)

00h25/2,5

3 comentários em “No 31º tremor de terra em Divinópolis, numero de bairros que sentiram são ampliados

  • 27 de janeiro de 2022 em 22:56
    Permalink

    No começo da reportagem, mostra 2.4 embaixo mostra 2.5 ,eu acho que foi mais forte aqui no lagoa dos mandarins foi bem forte,vamos escrever direito,vamos conferir o texto.

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2022 em 12:36
    Permalink

    Senti o tremor aqui em Carmo do Cajuru.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

55  +    =  60