Dupla é presa por crime de estelionato após se fazerem de despachantes e cobrar propina para liberação de veículos


A Polícia Civil de Minas prendeu em flagrante, na segunda-feira (12), pelo crime de estelionato, um homem, de 26 anos, e uma mulher, de 25, após abordarem uma cidadã nas imediações da Divisão de Registro de Veículos, no bairro Gameleira, em Belo Horizonte, quando pretendia transferir a propriedade do veículo dela. 

Assim, a prisão ocorreu após os suspeitos anunciarem à vítima que a película dos vidros do automóvel estava irregular, porém, com o pagamento de propina, o veículo seria aprovado. Os suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Plantão, no Barreiro. Já o carro da vítima foi vistoriado normalmente, sendo aprovado e transferido imediatamente, sem apresentar qualquer irregularidade. 

Portanto, esse tipo de crime em que o autor se intitula como despachante documentalista, oferecendo serviços prestados pela Divisão, como a comercialização do agendamento, vistoria veicular, transferência de propriedade de veículos, alteração de dados e venda de placas veiculares, são realizados gratuitamente por meio do site do Detran-MG.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

47  −    =  38

PODCAST: escuta essa!!