Divinews é processado por advogado que se apropriou de precatório de R$ 125 mil reais de cliente; quer R$ 41 mil de indenização


O advogado Robervan Faria, que comprovadamente se apropriou indevidamente de um precatório que sua cliente Vanda Maria da Silva, que tinha o direito a receber o valor de R$ 125 mil em consequência de uma ação que ela  impetrou contra a Prefeitura de Divinópolis, através dele, que até então era advogado dela.  E que ele recebeu o  dinheiro (veja matéria) e não passou para ela um centavo sequer –  O advogado R.G.C.F, segundo ele, pela exposição de sua excelente imagem no meio jurídico, decidiu processar não apenas o Divinews mas o seu o seu editor como pessoa físcia,  José Geraldo Passos, que ele em sua peça inicial classifica como “jornalista mal intencionado, sacana, politiqueiro e imparcial (sic) passando por cima do princípio da presunção de inocência lhe impingiu culpa de ter surrupiado o dinheiro da sua cliente –  O “operador de direito”, possivelmente em um delirante pensamente,  também processa a advogada Luiza Ribeiro de Almeida, e a adjetiva como uma “X9” informante do Divinews, uma espécie de “dedo duro” para, diz o autor da ação,  prejudicá-lo moral e financeiramente.  

O que o advogado esquece, é que ele é um homem público. E ainda que, está mais do que comprovado sua apropriação indébita do dinheiro do precatório da vítima, que aliás concedeu entrevista ao Divinews, e que logo será publicada, muito em breve. Só não será neste momento, por que o Divinews está sem tempo para perder com essas “viagens” deste advogado. O momento é de seriedade, por que o destino de Divinópolis está em jogo, estamos em meio as eleições. O editor do Divinews sequer conhece os atuais advogados da senhora que foi roubada pelo advogado, essa é a palavra certa no português claro e popular. “Apropriação indébita” são termos jurídicos para amenizar “roubo”.

Esse mesmo advogado é mestre na criação de confusões e contendas jurídicas. Processa todo mundo. Briga com Deus e o mundo, até mesmo um Juiz se colocou em suspeição por ter tido atrito com ele. E suas contendas não advém de publicações jornalisticas.  São alguns processos de cunho particular, que ao se sentir ofendido, ele vai lá e processa. Isso quando não processa, mas ameaça.

Veja o processo, na íntegra. O Divinews ainda não foi notificado pela Justiça. É só clicar, o formato é PDF.

PROCESSO DO ADVOGADO DO PRECATÓRIO

CONTRA O DIVINEWS E A ADVOGADA

DA CLIENTE LESADA

 

PODCAST: escuta essa!!