OPERAÇÃO “CANGAÇO” cumpre 6 mandados de prisão e 10 de busca em apreensão em Divinópolis


Em Nota oficial, o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO, Núcleo Regional Divinópolis, com a participação de 2 promotores de Justiça, 50 policiais militares e 20 policiais civis, 16 policiais penais, com um total de 25 viaturas e 1 aeronave, deflagrou na manhã desta sexta-feira (31) a Operação “Cangaço” decorrente de investigação conduzida pelo GAECO Regional de Pouso Alegre, com o objetivo de combater organização criminosa especializada em roubos e agências bancárias, mediante uso de explosivos e armas de grosso calibre.

Foram cumpridos 6 mandados de prisão e 10 mandados de busca e apreensão em Divinópolis, ocasião em que 5 indivíduos foram presos (um envolvido permanece foragido), além de terem sido apreendidos objetos relacionados às práticas criminosas (dinheiro, cheques, munições calibre 12, bataclava, luvas, entre outros); Houve, ainda, o cumprimento de 3 mandados de prisão nas cidades de Itaúna (2) e Francisco Sá (1).

Durante a investigação, foram identificados 9 indivíduos residentes em Divinópolis diretamente envolvidos, a princípio, nos roubos às agencias bancarias ocorridos nos municípios mineiros de São Gonçalo do Sapucaí, em 15/01/2020), Elói Mendes em (03/04/2020) Campo Belo em (05/05/2020) e Pedralva em (06/05/2020).

Helicóptero da PMMG durante a execução da Operação Cangaço

Um comentário em “OPERAÇÃO “CANGAÇO” cumpre 6 mandados de prisão e 10 de busca em apreensão em Divinópolis

  • 31 de julho de 2020 em 12:48
    Permalink

    Muito barulho por pouca coisa. Precisava mesmo de um helicóptero? Sério? Pra mandado de busca? Ah, tá bom.

    Vão policiar as ruas. Todo mundo que já precisou ligar para o 190 na cidade pode testemunhar que ficou na mão – exceto no caso de outros policiais, juízes e pessoas influentes.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!