Redes sociais, redutos de resistência dos artistas


As redes sociais se transformaram num reduto de resistência de artistas e músicos que estão pagando caro, passando pelas maiores dificuldades e sofrimento pela falta de apoio e compreensão ao momento que passam. Com shows cancelados e o fechamento de bares, restaurantes e casas de shows, em todo o Brasil, o campo de batalha é absurdamente desfavorável aos profissionais do setor, músicos, cantores e os próprios locais de apresentação, que amargam prejuízos e até o fechamento definitivo, com seus investimentos indo pelo ralo.

As alternativas de entretenimento estão caindo como moscas. Quem não gosta de um lugar confortável e tranquilo para o lazer ao som de uma boa música?

Pois é, mas isso faz parte de um passado, que sem o apoio da população deixará sequelas para uma legião de artistas, sejam novos ou mais conhecidos.

Em qualquer lugar do país a esperança é apenas uma palavra repetida pela classe musical e a alegria das apresentações tornaram-se tristeza. O talento está sendo deixado à própria sorte de cantores, como Lara Lacerda, uma jovem que iniciou sua carreira, como tantos outros, confiando em sua vocação.

É importante ressaltar, que o talento artístico é a essência de uma atividade que independe de artifícios tecnológicos, influências financeiras ou aparatos complementares. Infelizmente, também não conta com políticas públicas.

O artista é sempre a figura única no espetáculo. Mas, em meio à inércia das autoridades em estudar ou propor alternativas, que não sejam os chamados “auxílios financeiros” (muitas vezes violados pela esperteza de alguns pobres de espírito), as “Lives” e a criatividade que flui em meio à pandemia precisam de ajuda! Precisa de apoio e que, através da solidariedade disponíveis nas redes sociais possam mobilizar a população em apoio aos músicos e artistas.

Na consciência mais cristalina de estar ajudando a este segmento de uma forma de entretenimento secular, o Divinews sai em apoio lembrando que, as sociedades mais evoluídas sempre mantiveram a arte sob proteção e cuidados especiais.

Nas grandes guerras mundiais (ou conflitos armados localizados) a cultura sempre foi a primeira a receber apoio e proteção frente à possibilidade de extinção, porque é nas artes que se preservam a história e a cultura de um povo. Sendo assim, apresentamos Lara Lacerda e o grupo Octopus Live, que com suas próprias armas e talento estão lançando a melodia ELA QUER, para apreciação de todos que ainda acreditam na divina arte de se falar com Deus através da música.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!