Divinopolitana apaixonada pela culinária mineira participa do MasterChef 2020


Jordana Daterling Busse, nasceu em Divinópolis e há sete anos mora no Alphaville, em São Paulo com o marido, o médico Pedro Busse e suas duas filhas, Ana Lourdes de 2 anos e Maria Cecilia de 6 – Jordana estreia nesta noite, terça-feira (21) às 22h45min na TV Band, e segundo ela foi um longo caminho para conseguir participar do MasterChef, foram dois anos de investimentos em diversos cursos de culinária. Ela conta que neste período de aprendizagem intensiva chegava a estudar de madrugada e no dia seguinte produzia de 2 a 4 pratos diferentes.

Jô Busse, como é conhecida por contingência da vida deixou sua carreira de 25 anos como bailarina para se dedicar de corpo e alma à arte de cozinhar. E tem como expectativa que após o término no programa vá montar um restaurante de comidas das Gerais nas terras dos bandeirantes. Pois, segundo ela, os restaurantes paulistas que dizem ter a comida típica mineira, passa longe da verdadeira culinária de Minas.

“Eu cozinhava por hobby, desde pequena, mas nunca pensei que seria minha profissão! Mas depois de uma grande complicação na gravidez da minha segunda filha, onde não podia mais fazer atividades físicas, eu literalmente pendurei as sapatilhas, e comecei a me dedicar horas a fio aos pés do fogão”.

O seu passaporte para o programa foi o tradicional prato mineiro, frango com polenta (angu), que ele diz ter montado com alta sofisticação e agradou “demais” aos jurados do MasterChef

“Peguei os ingredientes fáceis, da minha raiz, e transformei em grande harmonia e com muito sabor. Foi surpreendente!” Disse ela.

Com religiosidade afirma “estar muito feliz e agradecida imensamente a Deus pela oportunidade, e que o seu sonho é evangelizar através da gastronomia, e quando percebi já estava neste caminho, era uma participante”

Jordana não abandou suas raízes em Divinópolis e sempre que pode, visita os pais que moram no Bairro Interlagos, a mãe Jussara Coilen Deterling Maia e o pai, João Libério Maia, o conhecido João da TCE que tinha uma loja de antenas na Avenida 21 de abril.

Ela faz questão de explicar que seu amor pela culinária e sua habilidade com o fogão começou aos 6 anos, através de sua avó, Eunice Colen Deterling.

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!