Morte de médico de Pitangui gera comoção na cidade


A morte do conhecido e conceituado médico Dr. João Bosco Chaves, 59 anos,  que estava internado em Belo Horizonte e faleceu por volta das 3 horas da manhã desta última segunda-feira (13), deixou a cidade de Pitangui consternada diante de sua popularidade e bondade, segundo um morador daquele município – Ainda de acordo com informações não confirmadas, seguindo o protocolo de Covid-19, o seu sepultamento que já foi realizado não teve velório – Na chegada do corpo do médico ao município, foi feito um cortejo fúnebre com diversos carros e motos buzinando o homenageando – Ricardo Welbert um jornalista, natural da cidade,  que está morando em Portugal escreveu: “Triste com a notícia da morte do grande Dr. João Bosco, um dos médicos mais queridos da minha cidade, Pitangui. Além de um profissional altamente qualificado, tinha um bom humor único ao lidar com os pacientes internados. Era capaz de arrancar uns sorrisos e umas risadas até mesmo de quem sentia as mais fortes das dores. A dor que fica agora é a de quem admirava este grande camarada. Sentimentos à família Chaves, aos amigos e colegas”.

O seu sobrinho André Rocha Mendes se manifestou: Infelizmente a vida humana é frágil e fulgaz. Estamos aqui por um breve sopro da graça Divina, e desse não temos propriedade ou poder de vindicância, apenas um humilde desejo por mais fôlego. Do seu sopro, Tio João Bosco estabeleceu um admirável patamar do bem de que somos capazes quando amamos a vida, a família, o próximo e o trabalho, este através do qual tantos próximos ele ajudou. Na mais abnegada das profissões, dedicou-se de corpo e alma a fazer todo bem que estivesse ao seu alcance. Fosse por suas mãos habilidosas, pelo seu julgamento clínico assertivo ou por sua alegria contagiante. Quem teve a honra, o aprendizado e o prazer de trabalhar ao seu lado sabe que do mau humor ele curava a pior das Segundas-feiras – Em família foi um gigante! Dos ascendentes aos descendentes, não houve irmão, sobrinho ou cunhado que nunca tenha contado com seus préstimos ou com sua pronta ajuda alguma vez na vida. Fazia todo o meio de campo. As vezes batia o escanteio para ele próprio cabecear. Foi o Tostão da família Chaves – Hoje nos despedimos com o coração cheio de pesar e de saudades. Contando com um consolo quase impossível, deixado, portanto, a encargo apenas do tempo e de Deus – Até lá, vamos confortando uns com os outros porque somos Chaves e nosso emblema sempre foi a união….

Sandra Campos, comadre do médico assim se manifestou: Meu compadre Dr João Bosco chaves nós vamos lembrar de vc assim sempre sorrindo,no dia 25/06 20 que te vi pela última vez nem imaginava que seria a última vez ….uma despedida meu Deus como está doendo nossa família está em luto eterno como te agradeço por tudo que fez por nós não tenho palavras pra descrever a pessoa maravilhosa amiga ,vc e sua família é nossa família também te amamos muito 💔💔💔💔💔 amamos todos vcs nossa sentimentos a vcs 😢😢😢😢😢😢 Pitangui está em luto sua passagem Aqui na terra foi muito rápida Com certeza vc brilhou aqui na terra salvou tantas vidas, ajudou tanta gente com o seu coração grande caridoso , minha comadre Soyanara Chaves Caroline Chaves Marcel Chaves Dr José Maria Chaves André Andre Rocha Mendes Chaves e todos familiares meus sentimentos a todos vcs mas lembre se ele deixou um legado muito grande ….amo vcs conte comigo sempre ♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️ 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!