Proprietário de bar para não fechar chora pela reabertura do setor – Liberação está decidida, sem bebida


O Mundo, o Brasil, Divinópolis estão em uma das maiores encruzilhadas da história, de um lado o risco real de contágio pela Covid-19 e do outro os sérios e graves problemas de uma economia fechada, em que determinados setores são mais afetados que os outros pelo estilo do negócio em si. Que alguns avaliam como de necessidade secundária, mas que emprega milhões de trabalhadores, país de família e que precisam levar o sustento para suas casas e neste momento é o setor mais prejudicado pela pandemia. Nesta cadeia produtiva da economia, os bares são os que mais tem sofrido e amargado um prejuízo imensurável, com estabelecimentos fechando, e como consequência demitindo trabalhadores – O acontecimento desta semana que envolve a tragédia econômica foi o pedido lamurioso de Rafael Batista, proprietário do Churrasquinho do Raimundo, que ao gravar um vídeo, cercado por seus funcionários foi às lagrimas, enquanto seus funcionários também apelavam para o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 liberasse a reabertura do setor.

O Vereador Roger Viegas, lamenta que o Governo e mais especificamente o Comitê de Crise à Covid sigam sem solução para os estabelecimentos que estão fechados e com suas contas chegando e o pior, funcionários sendo mandados embora.

O vereador diz que o comitê de enfrentamento do Covid-19 segue reabrindo comércios, academias, entre outros seguimentos, e não permitem a abertura dos estabelecimentos gastronômicos para funcionamento a noite, com as devidas precauções, como tem feito os demais. E volta a falar que centenas de pessoas estão desempregadas e os donos dos estabelecimentos a beira da falência, pois os serviços de delivery não consegue atingir 5% das vendas diárias dos locais.

O edil chegou a usar a Tribuna da Câmara Municipal para explanar sobre o caso e comentar o vídeo de Rafael, que emocionou toda cidade. Viegas usou como exemplos as igrejas, que podem receber cerca de 100 fieis por vez, enquanto os estabelecimentos gastronômicos, que proporcionam levar alimento para muitas famílias, seguem sem um posicionamento do Comitê.

O Divinews obteve a informação de que os protocolos da tão falada “Matriz de Risco” serão publicados possivelmente amanhã, sexta-feira (19). Contudo, os bares especializados na venda de espetos, as pizzarias e as hambúrguerias não poderão comercializar bebidas alcoólicas. Somente seus produtos da atividade fim.

O fato é que, a alavanca mestra para esse tipo de estabelecimento comercial é a bebida, e na avaliação de quem já tem conhecimento do que será publicado, com bares abertos, sem a comercialização de bebidas, seria como ir a Roma e não ver o Papa. E é fato que os setores responsáveis da Prefeitura pela fiscalização do cumprimento desta normal que será estabelecida na Matriz não tem mão de obra suficiente para fiscalizar. E  ao fim todos venderão bebidas alcoólicas de forma escondida, como acontecia durante a “Lei Seca” nos Estados Unidos. Então por que não liberar oficialmente, sem a hipocrisia de que não haverá consumo.

13 comentários em “Proprietário de bar para não fechar chora pela reabertura do setor – Liberação está decidida, sem bebida

  • 19 de junho de 2020 em 10:09
    Permalink

    Palavra certa para tudo isso HIPOCRISIA

    Resposta
  • 18 de junho de 2020 em 20:24
    Permalink

    Uai se bares não podem vender bebida. Então proíba supermercados de vender também.

    Resposta
    • 19 de junho de 2020 em 07:05
      Permalink

      Vai ser burro. Mercado é comercio de prioridade, igual farmácia, posto de combustível, açougue , padaria. Vc prefere ficar 1 ano sem ir em barzinho ou sem fazer compra no abc?

      Resposta
    • 19 de junho de 2020 em 09:45
      Permalink

      Bom dia à TODOS: Tem que proíbirem, qualquer estabelecimento de Comercializarem bebidas alcoólicas? Qual o à Diferença????? 🤔🙄🤔🙄🤔🙄.

      Resposta
    • 19 de junho de 2020 em 18:44
      Permalink

      Para os supermecados,varejao grande. nao tem regras. Eles nao sofreram impacto nenhum. Estou funcionando normalnente desde o inicio da pandemia. So aumentando suas rendas .Enquantos outros comercios, lojas ,bares comercio pequenos so afundando e fechando. Tem que equilibrar isso. Uns ajudando o outro. O meu pequeno comercio esta a beira dd fechar. Nao da. So Deus pra nos ajudar

      Resposta
  • 18 de junho de 2020 em 18:42
    Permalink

    abra todo comercio so morrera quem não se cuidar

    Resposta
  • 18 de junho de 2020 em 14:02
    Permalink

    QUEM VAI FREQUENTAR UM BAR OU CHURRASQUINHO SEM TOMAR UMA CERVEJA GELADA ? QUAL O PROBLEMA DOS BARES ABRIREM, VC PODE ENTRAR E FICAR APERTADO NO BCO NA AGENCIA LOTÉRICA E ETC Ñ PODE TOMAR UMA NO BUTECO ???? ESSE POVO QUER SER MAIS REAL Q A REALEZA, PERTO DA MINHA CASA TEM UM BOTEQUIM Q DA FILA NA SEXTA FEIRA PRA TURMA MOLHAR A PALAVRA, E NO BAIRRO Ñ TEM NENHUM CASO DE ÓBITO E NEM DE INFECTADO. ABRAM ESSES BARES PELO O AMOR D DEUS !!!

    Resposta
  • 18 de junho de 2020 em 13:59
    Permalink

    Quem tem olhos é fácil ver bares em Divinópolis com mesas na entrada, para despistar que não estão comercializando bebidas (cervejas), porém pessoas do lado de fora sendo servidas e bebendo, e mais, em grupos e formados por idosos. Somente os fiscais não enxergam isso. Aliás, os fiscais trabalham no período noturno? A prefeitura paga aos fiscais adicionais noturnos?

    Resposta
    • 18 de junho de 2020 em 16:37
      Permalink

      Não trabalham no período noturno não, João. Jà tentei fazer denúncias daquela loja de conveniência do posto ZAP e não consegui. Liguei na polícia e disseram que não podiam fazer nada; me passaram o telefone da vigilância sanitária…que só trabalha até às 18.

      Lei pra quê? Se as pessoas não cumprem mesmo.

      Resposta
  • 18 de junho de 2020 em 11:39
    Permalink

    Só queria saber se cerveja causa Coronavirus. Com a palavra os entendidos que estão quebrando o comércio.

    Resposta
    • 18 de junho de 2020 em 16:11
      Permalink

      Acho que deveriam abrir tudo e com tudo que se tem direito. Só não vale depois fazer vídeo chorando e implorando o MP pra arrumar um leito pro pai e mãe. Aliás os medicamentos necessários para intubação também já estão em falta.

      Resposta
      • 19 de junho de 2020 em 06:06
        Permalink

        É desesperador o que o mundo está passando.. tbem acho que deve liberar tudo.. não adianta os bares fechados e o povo fazendo festinhas particulares.. o centro de Divinópolis bem movimentado..os ônibus lotados… agora me diz onde está o distanciamento social aí….com cautelas e seus devidos cuidados deveriam reabrir sim .. pois muitos dependem desse salário pra sobreviver e alimentar suas famílias.. já tem muita gente passando fome e necessitando de ajuda….

        Resposta
      • 19 de junho de 2020 em 16:41
        Permalink

        Só concorda com o fechamento total do comércio quem tem dinheiro pra ficar em casa, aí não pensa em quem precisa trabalhar para ter o pão na mesa né!! Quanta hipocrisia😒😒

        Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!