58,9% dos leitos de UTI do SUS estão ocupados em Divinópolis


Em Divinópolis, 33 dos 56 leitos de UTI destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) estão ocupados, cerca de 58,90%, uma porcentagem preocupante, uma vez que a cidade ainda está em linha de crescimento do Covid-19.

Outro fator, é o fato dos usuários do SUS estarem mais suscetíveis ao vírus, em que os ônibus seguem lotadores nos horários de pico, funcionamento “quase” normal do comércio e o fator de alguns bairros ainda não terem acesso à água tratada e rede de esgoto.

Por isso, o Secretário Municipal de Saúde, Amarildo Souza, faz um alerta e reforça que esses números é que devem estar na mente da população. “O número de recuperações não é motivo para as pessoas relaxarem em relação ao isolamento social. Pelo contrário, devemos manter nossa preocupação no enfrentamento da Covid-19 e não dar tréguas, pois assim, evitamentos que os casos aumentem”, declara.

O número de UTIs particulares é mais brando, mas ainda sim alarmante. Dos 78 leitos disponíveis nos hospitais da cidade, apenas 31 estão ocupados, cerca de 39,70%. No total são 64 leitos de UTI ocupados por pacientes, sendo 19 em relação ao coronavírus.

 

3 comentários em “58,9% dos leitos de UTI do SUS estão ocupados em Divinópolis

  • 26 de maio de 2020 em 17:12
    Permalink

    com tudo funcionando praticamente normal, centro da cidade congestionado de gente e carros, ônibus coletivos cheios, como vai haver isolamento social? não é preciso ser NOSTRADAMUS, para prever que DIVINÓPOLIS terá números elevados de infectados e mortos pelo coronavírus, quem viver, verá.

    Resposta
  • 26 de maio de 2020 em 10:50
    Permalink

    Essa prefeitura do tem lero lero, mi mi mi, pq num.obriga o transporte publico a fazer desinfecção adequada dos coletivos, instalar pilhas de água e sabão nos pontos de maior fluxo, esse babaca desse galileu só late , equipe técnica muito ruim, Jesus graças a Deus ano está acabando, retrocesso nunca mais.

    Resposta
    • 27 de maio de 2020 em 06:58
      Permalink

      Se não fizer isolamento social, vai ficar feia a coisa. O mundo já mostrou, onde aparecer um caso que seja, é preciso parar. Não tem outro jeito. Parar enquanto é tempo, faz o retorno ser mais rápido. Caso contrário, será um volta e para sem fim. Escutem a ciência para que os números de mortos não passem a ser nomes de amigos, conhecidos e parentes.
      Fique em casa e preserve sua vida e dos que vc ama.

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9  +  1  =