Mesmo sem transmitir o coronavírus, cães e gatos têm sido abandonados


O vereador Delano Santiago divulgou em suas redes sociais um vídeo pedindo e alertando as pessoas quanto ao abandono de animais. De acordo com o parlamentar, há um aumento no abandono de cachorros devido ao medo da transmissão do Covid-19. “Esses bichos só transmitem carinho e amor, não transmitem o coronavírus, eles têm outro tipo de corona (…) Os animais, nessa época que precisamos ficar isolados, são nossos principais companheiros”, disse.

Desde o início da pandemia do coronavírus, o abandono de animais tem crescido em Divinópolis, de acordo com a Sociedade Protetora dos Animais de Divinópolis (SPAD), que, recebe mais pedidos de resgates, principalmente de filhotes. Para a ONG, isso ocorre, principalmente, devido à circulação de notícias falsas na internet que dizem que os cães transmitem o vírus.

Os dados de abandono são alarmantes, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, somente no Brasil, existem mais de 30 milhões de animais deixados em situação de rua, sendo cerca de 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. Por isso, a OMS Animal divulga incessantemente que os tipos de coronavírus que acometem cachorros e felinos, além de não serem transmissíveis, nada têm a ver com o Covid-19.

Ainda sim, há àqueles que preferem abandonar seus animais, descartá-los como objetos. O trabalho da SPAD consiste em resgatar os animais, levá-los ao abrigo ou para lares temporários, aos cuidados de voluntários, e, posteriormente, encaminhá-los à adoção. Por falta de condições, não é possível cuidar de todos os bichos abandonados.

“O abrigo tem, hoje, 23 cães, a maioria, adultos e idosos. Isso traz um custo bem alto, pois sempre precisam de maiores cuidados e dedicação. Temos pouco voluntários e pessoas dispostas a ajudar. Precisamos muito de ajuda sempre”, relata a conselheira fiscal da ONG, Josiane Barreto Assunção.

A ONG chegou a ter um cenário diferente no início do isolamento social, no dia 18 março, em que houve um aumento na procura por adoções. “Tivemos esse impulso no início, pessoas querendo companhia para o isolamento, mas hoje, as adoções seguem o mesmo ritmo”, conta Josiane.

A SPAD salienta que abandonar e maltratar animais é crime e que a multa para quem comete a infração pode chegar a R$ 5 mil, além de pena de até um ano de prisão.

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!