IMBRÓGLIO NA EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS: Secretária envia e-mail de madrugada para Conselho Municipal de Educação (COMED)


O decreto 13.777 que revogou o artigo 9 do decreto 13.767 publicado no dia 27 de abril, que suspendia os contratos temporários de professores e agentes educacionais, segue gerando mais confusão e desgaste para o Prefeito Galileu Machado – Na madrugada da última sexta-feira (08), mas com data de quinta-feira (07), o Conselho Municipal de Educação (COMED) recebeu o oficio 292/2020, sem a assinatura da secretária da pasta Vera Prado, que apenas encaminhava para o conhecimento do Conselho, as Diretrizes para nortear o Processo de Planejamento, Elaboração e Acompanhamento do Regime Especial de Atividades Pedagógicas Não Presenciais (REAPNP), ressaltando que posteriormente as diretrizes seriam encaminhadas para as unidades escolares detalhando como as ferramentas seriam utilizadas – O mais gritante, que causou revolta nos membros do COMED, é que o prazo dado para análise seria no mesmo dia, ou seja na mesma sexta-feira (08) às 14 horas.

Diante do exíguo prazo, o COMED, com a assinatura do seu presidente, Rodrigo Rodrigues Ferreira, encaminhou o oficio 18/2020 para a secretária de Educação, Vera Prado, avaliando ser inviável a apreciação das 29 páginas das diretrizes no prazo estipulado pelo oficio da SEMED enviado de madrugada.

Sequencialmente a secretária Vera Prado enviou um novo oficio para o COMED, informando ser necessário iniciar as atividades remotas na próxima segunda-feira (11), seguindo a decisão do art. 3º do decreto 13.767. Ou seja, o  mesmo decreto que o prefeito Galileu Machado foi em uma emissora de rádio e aconselhou que os vereadores não votassem um outro projeto de autoria do vereador Edsom Sousa, que retirava o art 9º, e que posteriormente o próprio Executivo emitiu o decreto 13.777 revogando o polêmico artigo (9º), que pelo que o Divinews foi informado por fonte,  Vera Prado foi só comunicada, já que estava em uma “roça”, a decisão da suspensão dos contratos partiu do staff próximo do Prefeito, que pressionado assinou e depois se arrependeu quando começou a repercussão negativa nas redes sociais.

Neste novo oficio, 295/2020, a justificativa da secretária Vera em não dar tempo ao COMED em analisar o Regime de Atividades Pedagógicas não Presenciais (REAPNP) é para atender os anseios e solicitações dos diretores escolares para organização e orientação dos profissionais envolvidos na execução das atividades remotas. E ainda que, para não comprometer ainda mais o calendário escolar de 2020, a Secretaria encaminharia na mesma última sexta-feira (08) o documento para todas as unidades escolares com as Diretrizes das aulas não presenciais.

Em entrevista ao Divinews, Rodrigo Rodrigues criticou a forma como estão sendo conduzidas importantes decisões. “O problema que estamos vivendo é esse: as decisões estão sendo atropeladas. Uma situação dessa tinha que ter um prazo para podermos analisar – As decisões no conselho são colegiadas, é um regime democrático e não autocrático, como o governo. Somos de diálogo, ouvimos as partes, ouvimos os representantes para poder chegar a um consenso. Desta maneira está havendo é muito atropelo”

O presidente do COMED, faz uma revelação preocupante em tempos de pandemia. “Estamos sabendo que tem escolas que estão realizando atividades presenciais com professoras chamando pais e alunos para receber atividades. E cada diretor um fazendo de um jeito, virando uma torre de babel. Acho que é uma “sacan*#%$#” que estão fazendo com os diretores. Tem que ter cuidado”

E termina a entrevista dizendo que a situação está passando dos limites, “essa falta de sensibilidade da gestão municipal. É preciso que eles entendam que estamos em um momento de guerra, de pandemia, não podemos arriscar tanto desse jeito”

“O comitê está errando muito, o prefeito está errando, e também a secretária Vera Prado”.

O Divinews obteve algumas opiniões de pessoas que não quiseram se identificar, mas que são da área. “Essa não é a Vera Prado que eu conheço”; “Alguma coisa está ocorrendo e que Vera não quer falar”.

 

Decreto 13.767

Art. 9º Ficam suspensos os Contratos Temporários de Professores e de
Assistentes Educacionais da Secretaria Municipal de Educação, ainda
em vigor, pelo período em que estiverem suspensas as aulas, com
possibilidade de ulterior retomada da vigência ou de ocorrência de
rescisão, conforme recomendar a necessidade da Administração.

3 comentários em “IMBRÓGLIO NA EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS: Secretária envia e-mail de madrugada para Conselho Municipal de Educação (COMED)

  • 10 de maio de 2020 em 12:49
    Permalink

    Vera Prado sempre procurou fazer o melhor sem politicagem, não vejo motivo para querer agir diferente, agora . Confie tenho certeza que ela vai buscar o que é mais correto e mais justo, doa a quem doer!

    Resposta
  • 10 de maio de 2020 em 01:46
    Permalink

    Esses conselhos e sindicatos vão destruir a educação. Ficam bancando os preocupadinhos mas estão negando o acesso à educação nesses tempos já tão difíceis. Enquanto as escolas particulares se reinventam mesmo com o Sindicato atrapalhando, as escolas públicas depois de mais de 50 dias ainda estão inertes e quando movimentam é pra atrapalhar quem quer levar educação aos menos favorecidos. Inventam mil desculpas pra continuarem em casa sem nenhuma responsabilidade com o trabalho, mesmo que remoto… Povo sem vontade, sem criatividade e sem qualificação pra enfrentar o novo normal…

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!