Secretário de Saúde em Nota rebate pesquisa da CENSUK / CDL Divinópolis; diz que curva da COVID-19 é ascendente e não descendente


O secretário de Saúde Amarildo Sousa, através de uma Nota rebateu uma pesquisa que foi realizada pela CENSUK, por encomenda pela CDL Divinópolis, que apontou que a curva da COVID-19 é descendente, que o Divinews publicou nesta sexta-feira (08) – Amarildo Sousa destacou que em um fenômeno epidemiológico como é a pandemia da Covid-19 que assola não só Divinópolis mas o mundo, não pode ser compreendido apenas através de números desprezando variáveis que são elementos chaves de interpretação do fenômeno. E ainda que, em uma análise fria dos dados, não nos permite concluir que estamos vivenciando um momento de curva descendente, como se isso fosse indicativo ou prenúncio daquilo que todos anseiam: o abrandamento da epidemia. O período analisado é por demais reduzido para dele abstrairmos quaisquer tendências. A curva de casos ativos (notadamente, dos hospitalizados) ainda é consideravelmente ascendente. O que ocorre é que, graças às medidas de isolamento até aqui adotadas, a velocidade de contágio se manteve controlada.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis vem apresentar NOTA DE ESCLARECIMENTO referente à veiculação da matéria intitulada “Pesquisa CENSUK solicitada pela CDL-Divinópolis aponta que curva da COVID-19 é descendente em Divinópolis”, veiculada no site de notícias Divinews, na data presente data (08/05/2020).

De início, convém destacar que em um fenômeno epidemiológico como este que ora nos assola não pode ser compreendido apenas através de números, desprezando variáveis que são elementos-chave de interpretação do fenômeno.

No entanto, mesmo a análise fria dos dados, não nos permite concluir que estamos vivenciando um momento de curva descendente, como se isso fosse indicativo ou prenúncio daquilo que todos anseiam: o abrandamento da epidemia.

O período analisado é por demais reduzido para dele abstrairmos quaisquer tendências. A curva de casos ativos (notadamente, dos hospitalizados) ainda é consideravelmente ascendente. O que ocorre é que, graças às medidas de isolamento até aqui adotadas, a velocidade de contágio se manteve controlada.

Como houve flexibilização das medidas a partir do dia 27.04.2020, a tendência é que a velocidade do contágio se altere. No entanto, apenas a partir da próxima terça-feira (12/05/2020) será possível analisar com mais vagar a evolução dos casos para, só então, decidirmos quais os caminhos a serem adotados pelo Município.

A taxa da ocupação de leitos hospitalares, que é o nosso indicador mais sensível, tem apresentado relativo crescimento, situação que tem sido diligentemente monitorada pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria constante com o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao COVID-19.

Oportunamente, é prudente que fique consignado que, neste momento crucial de evolução do número de casos de COVID-19 em Divinópolis, as tentativas de antagonizar posicionamentos eminentemente técnicos apenas porque eles, n’alguma medida, contrariam interesses, ainda que legítimos, de determinados grupos, é atitude bastante temerária, porque tem o condão estimular a sensação falseada de retorno à normalidade.

A Secretaria Municipal de Saúde chama à responsabilidade todos aqueles que tem relutado em entender a gravidade da situação que estamos vivenciando e ressalta a necessidade de nos mantermos diligentes na observância das medidas de isolamento social. Nossa recomendação ainda é para os deslocamentos somente aconteçam em situações realmente necessárias e que todas as medidas de higienização já amplamente divulgadas sejam rigorosamente observadas.

Atenciosamente,

Amarildo de Sousa

Secretário Municipal de Saúde

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!