Criança desaparece ao sair de escola municipal em Divinópolis; é encontrada horas depois


A denúncia inicial foi feita por rede social, e posteriormente denunciada diretamente ao editor do Divinews que encontrou em contato com Valéria Cristina Malvar Martins, avó da criança L.S.F de apenas 6 anos, que estuda, ou até estudava, já que é intenção da família retirá-la da Escola Municipal CETEPE, onde o fato aconteceu. O corre que, ao término do horário das aulas nesta última segunda-feira (10), no turno da tarde, a criança saiu sozinha, como é praxe daquela escola não colocar nenhuma acompanhante para direcioná-las aos veículos especializados que fazem transporte – A criança ao invés de ir para frente da escola, onde estava a sua van, foi para a área de trás e entrou em um ônibus que transporta crianças para a Lagoa dos Mandarins, mesmo estando identificada com um crachá que indicava a sua rota.  Segundo informações da avó, ao entrar ela ainda avisou ao motorista que o veículo não era aquele, porém, ele ignorou e a conduziu assim mesmo para uma rota que não era a dela  – O fato é que, a avó por ser o primeiro dia de aula, resolveu que mesmo a criança indo de van também foi para acompanhar a entrada, e ao perceber que havia uma desorganização decidiu que no horário da saída ela retornaria ao Cetepe para ver como se processaria o embarque da criança na van. Ao chegar na escola, a criança já havia desaparecido, pois tinha entrado no ônibus. Depois de muita angustia e troca de informações entre todos os que fazem transporte de vans, os  familiares deram queixa na policia e abriram um Boletim-Ocorrencia (BO). – Através de muitas informações cruzadas foi que conseguiram identificar o paradeiro da criança na Lagoa dos Mandarins, que estava na casa do motorista do ônibus, que ainda relutou em levá-la para encontrar a avó e a mãe,  queria deixá-la em um ponto onde normalmente ele deixa as outras crianças, para que a família fosse buscá-la. Ele só mudou de ideia e foi para o Cetepe deixar LSF após saber que todos estavam na Delegacia. Logo ele pegou seu carro particular e a deixou no Cetepe, onde finalmente a família a reencontrou, isso já as 17h30min aproximadamente. 

Relato da avó

Ontem primeiro dia de aulas escolares, vivemos momentos de terror. A escola Cetepe soltou minha neta com apenas 5 anos na rua antes da van chegar para buscá-la. A criança desapareceu. Onde tivemos que acionar parentes e amigos para procura-la.

Foi encontrada com o motorista do ônibus escolar da prefeitura na lagoa dos mandarins. Sendo que…esse motorista deve ter monitora e chamada com as crianças que cabe a ele entregar. Uma vez que nosso motorista da van Fabiano entrou em contato com ele, recebendo a notificação que ele não a traria para a escola novamente pois teria que devolver o ônibus. Após vários contatos enquanto acionávamos a polícia de Divinópolis o motorista do ônibus escolar da prefeitura devolveu a menina no Cetepe em seu carro particular.

Graças a Deus agora está tudo bem entre aspas. Pois a criança não apresenta vontade de voltar a escola sem a presença da mãe sentada na cadeira ao lado.

O Cetepe disse que isso é normal….. Kkkk seraaaaaá? A tá !!!!!!!! Não foi com filhos da diretoria e nem professores de lá né… A mãe grávida começou a passar mal com dores na barriga. Eu avó com pressão muito alta apresentando sinais de dormência e o avô com dores no peito já tendo apresentado problemas cardíacos. O medo terrível de ter perdido nossa menina. A criança relata que chorou muito no ônibus e que o motorista a levou na casa dele para trocar de carro (particular) onde ela relatava que a criança se perdeu da mãe que ele era bonzinho. E ela teve muito medo dele. Isso é abandono de incapaz, não é normal não Cetepe Brasil – Escola Técnica. De Divinópolis…cinco anos de idade sabe diferenciar ônibus de van viu…e não sabe voltar sozinha pra casa não…

A Secretaria de Educação através da Diretoria de Comunicação emitiu a seguinte Nota:

A Secretaria de Educação tomou conhecimento do fato pelas redes sociais. Imediatamente, manteve contato com a escola em busca de informações e ainda informou que irá notificar o motorista e a monitora por terem permitido a entrada no ônibus de uma criança sem a devida identificação, distribuída a todos os alunos que utilizam esse tipo de serviço.

13 comentários em “Criança desaparece ao sair de escola municipal em Divinópolis; é encontrada horas depois

  • 14 de fevereiro de 2020 em 17:15
    Permalink

    Essa imprensa é uma vergonha, não procura nem saber a informação correta e quer tirar proveito em qualquer coisa, a família também deveria ter vergonha na cara e contar os fatos certos, pois não é necessário ficar mentindo para tirar a responsabilidade deles.

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2020 em 17:27
    Permalink

    Resta saber quem realmente abandonou uma criança incapaz, a família da criança? Pois são eles que deveriam estar na porta da escola para buscá-la. Do portão da escola pra fora a escola não tem responsabilidade.

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2020 em 11:37
    Permalink

    Gente, que notícia mais sem lógica. As aulas terminaram 17:30, cadê essa avó pra buscar a criança no primeiro dia? Isso que está errado. Primeiro dia de aula é responsabilidade da família estar atenta. Não é culpar a escola. Agora tudo virou responsabilidade da escola. Assumam a responsabilidade. Quando a aula terminou, já que era o primeiro dia da criança na escola, cadê esses pais e avó? Estão é querendo tirar proveito e buscar isenção pra irresponsabilidade deles e acham imprensa que quer tirar proveito de notícia também e colocam as coisas todas distorcidas. Garanto que não foi nada disso.

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2020 em 19:47
    Permalink

    Tambem nao pude indentificar essa informação na noticia…se o ocorrido foi no turno da manha ou da tarde!
    Se puderem esclarecer essa informação…

    Resposta
    • 11 de fevereiro de 2020 em 19:50
      Permalink

      Turno da tarde

      Resposta
      • 12 de fevereiro de 2020 em 06:41
        Permalink

        No início da reportagem está escrito . Turno da tarde.

        Resposta
    • 12 de fevereiro de 2020 em 05:04
      Permalink

      Turmo da tarde,a criança tem 5 anos, entrando na primeira série

      Resposta
    • 12 de fevereiro de 2020 em 10:17
      Permalink

      Lamentável tudo isso…
      Não acho que a culpa é da escola uma vez que a mesma não tem responsabilidade de colocar cada criança em suas vans a van sim tem sempre um monitor que busca as crianças dentro ou as espera na porta da escola e as direcionam cada criança aí seu transporte…

      Irresponsabilidade sim mas do motorista da van da escola não!!

      Resposta
  • 11 de fevereiro de 2020 em 19:20
    Permalink

    Indiferente se ela tinha almoçado ou não isso não importa. O fato foi o desaparecimento da criança.

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2020 em 18:27
    Permalink

    Sei como é angustia terrível passei por uma situação quase parecida com minha filha o ano passado .e um susto que a gente nunca esquece

    Resposta
    • 11 de fevereiro de 2020 em 21:02
      Permalink

      Se foi no turno da tarde,e o motorista a levou as 17:30 hs,qual horário acaba a aula dessa escola ?
      E mesmo assim acho que deveria um responsável da escola conduzir as crianças da van para a van,e as do ônibus para o ônibus.

      Resposta
  • 11 de fevereiro de 2020 em 15:55
    Permalink

    Faltou uma informação muito importante: qual turno de aula? Foi de manhã ou a tarde? Fala apenas que a criança retornou às 17h30. Não falou se o caso aconteceu pela manhã e se a criança estava sem almoço, por exemplo. Se foi a tarde, a tempo a criança ficou desaparecida? Esse pequeno detalhe é muito relevante para uma informação completa.

    Resposta
    • 11 de fevereiro de 2020 em 17:28
      Permalink

      Leia por favor

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4  +  6  =