Secretário de saúde de Divinópolis anuncia segundo caso de suspeita de sarampo na cidade


Durante a entrevista coletiva que foi concedida na manhã desta terça-feira (01), na UPA com o objetivo de apresentar a nova gestora da unidade de pronto atendimento, logo após o término coletiva, o  secretário Amarildo Sousa anunciou que foi detectado no posto de saúde central uma suspeita de sarampo nesta mesma manhã, e como medida de precaução foi realizado o procedimento padrão que é fechar a unidade por duas horas e fazer e desinfecção do local, para que não haja risco de contaminação para os demais usuários e funcionários. A partir de então a Vigilância Epidemiológica vai investigar, inclusive a família do paciente – Amarildo ressaltou que o problema da doença do sarampo está acontecendo em todo o país, e não apenas em Divinópolis, região ou mesmo Minas Gerais. Porém, Divinópolis tem uma cobertura  dentro do que é preconizado pelo Ministério da Saúde.

Em 19 de setembro a situação em Minas já era critica, se espalhando rapidamente. E em apenas oito dias, o número de casos aumentou 44% no estado. Naquela ocasião os dados apresentados pela SES eram 26 pessoas diagnosticadas com a moléstia.  levantamento considerou  seis casos em Belo Horizonte,  mas a cidade já haviam oito confirmações. Notificações já foram registradas em 86,5% dos municípios. Situação que pode ser ainda pior. Ainda estão sendo investigados 507 casos.

O sarampo é uma doença extremamente contagiosa causada por um vírus do gênero Morbillivirus, da família Paramyxoviridae. A transmissão pode ocorrer por meio da fala, tosse e/ou espirro. O quadro de infecção pode ser grave, com complicações principalmente em crianças desnutridas ou com sistema imunológico debilitado.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8  +  2  =