Deputado Cleitinho diz ao Divinews por que levou moradores de rua para almoçar em churrascaria; vídeo (veja) viraliza fenomenalmente na internet


O deputado estadual Cleitinho Azevedo, com base eleitoral em Divinópolis, tornou-se uma celebridade no Brasil, não apenas por suas ações que fogem ao padrão convencional do político brasileiro, quando uma de suas marcas registradas, é quebrar todos os protocolos e formalidades tradicionais do cargo que ocupa. Foi assim como vereador em Divinópolis e repete a receita na Assembleia Legislativa de Minas. E uma delas,  é detestar usar ternos, e mais raro ainda, é usar gravata, por mais especial que seja o evento. E  cada dia, ele  surpreende com uma ação inusitada –  O alcance dos seus vídeos, há muito tempo deixou as fronteiras de Divinópolis, passou de Minas e agora avança pelo Brasil, com milhões de visualizações – O fato é que, na última quinta-feira (05), Cleitinho, “aprontou” mais uma, quando ao ir almoçar resolveu que de sua  verba indenizatória, que todos os deputados ganham, no valor de R$ 10 mil reais, ele decidiu usar de outra forma. Passou pelas ruas próximas a ALMG arrebanhando pessoas de rua, quem ele visse pela frente, as convidando para almoçar em um restaurante/churrascaria. E o vídeo bombou com 40 em situação vulnerável. Esse ato que rendeu 40  mil curtidas, 3,3 mil comentários, 52 mil compartilhamentos e quase 2 milhões de visualizações do vídeo, isto até as 13 horas deste domingo (08)

Em entrevista ao Divinews, Cleitinho Azevedo afirmou que o objetivo desta ação, assim como as demais, que alguns encaram como populismo, ele disse que foi um movimento de conscientização, de que o dinheiro do povo tem que ser usado com ele, com o povo. E não em benefício do próprio político, por que o objetivo do político é servir ao povo e não dele se servir.

O deputado contabilizou aproximadamente 10 pessoas que foram almoçar. Disse ainda que não planejou nada. Ao sair para o almoço, viu as pessoas em situação vulnerável e surgiu a ideia, de chama-los. Quando chegaram no  Restaurante Farroupilha, eles comeram o que quiseram, “eles comeram de tudo lá”, contou o deputado.

Perguntado pelo Divinews quanto ele gastou, afirmou: “Foi R$ 600 e pouco, o valor exato eu não sei, foi até o rapaz que pagou lá”. Isso por que Cleitinho passou o cartão com a senha para um dos moradores da rua, e foi ele quem deu o cartão e digitou a senha. Quando questionado por que fez isso, Cleitinho disse que teve que fazer, por que foi “o rapaz quem pagou”.

Cleitinho ao ser questionado pelo editor do Divinews, sobre o que conversaram. O parlamentar falou que sobre vários assuntos,  mas que um dos rapazes, e isso pode ser comprovado no vídeo, disse que sempre ficou por ali e nunca imaginou que aquela ação poderia acontecer, dele comer em um restaurante como aquele, realizando o seu sonho.

O deputado também falou que as pessoas que estavam no restaurante, não ficaram assustadas, mas com uma grande interrogação do que estava acontecendo, meio que pasmas.

Cleitinho finalizou, afirmando que o valor de R$ 10 mil reais para um deputado gastar com comida, é um absurdo, se todos já têm um bom salário. Esse dinheiro é do povo. O que o motivou é que alguns senadores estão se recusando a divulgar as suas verbas parlamentares.

Na imagem aparece Cleitinho Azevedo puxando um carrinho de um dos moradores, depois que ele deu o seu próprio terno para o morador. 

 

 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!