Prefeitura diz que duas empresas contestam resultado de licitação da UPA Divinópolis


Conforme informações da Prefeitura, duas empresas participantes do processo licitatório da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto entraram com recursos. São elas, o Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ) e Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão de Saúde (INSAÚDE) apresentaram recursos referentes ao resultado do julgamento das propostas.

Serão cinco dias úteis para apresentação de argumentos para a Comissão Permanente de Licitação.

A abertura dos envelopes do processo licitatório da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto Cordeiro Martins (UPA 24h) n°110/2019 foi realizada nesta terça-feira (30/07). Foram cinco propostas e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social (Ibds), de Belo Horizonte, venceu o processo por apresentar o valor de R$ 91.043.671,20 para 60 meses de serviço.

O gerenciamento e administração da UPA custará R$ 1.517.394,92 por mês. A proposta foi a que teve menor preço dentro da estimativa da administração e compatível com o praticado no mercado.

No total, onze empresas se interessaram pela gestão da unidade de saúde. Destas, oito se qualificaram para participar do processo licitatório e cinco entregaram a documentação necessária solicitada pela prefeitura. Atualmente, a gestão da unidade é gerenciada pela Santa Casa de Misericórdia de Formiga. O contrato possui validade até 27 setembro e não será renovado.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

41  +    =  42