Bolsonaro diz que prefeitos mandaram médicos brasileiros embora para ficarem livres da responsabilidade; e aderiram ao “Mais Médicos”


A declaração do presidente eleito, Jair Bolsonaro aconteceu neste domingo (18), após ele assistir um campeonato de jiu-jtsu Na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, na Barra. Bolsonaro disse que ainda não é o presidente, que é Temer quem tem que resolver o problema que já está trabalhando neste sentido, e que quando assumir vai apresentar uma solução para a saída dos médicos  – Antes de falar sobre os prefeitos, questionou se é justo os médicos cubanos trabalhar sobre regime de escravidão e ver confiscado 70% dos salários deles, para alimentar a ditadura de cuba – A seguir, afirmou: “A prefeitura mandou embora seu médico para pegar um cubano. Quer ficar livre da responsabilidade. A Saúde [municipal] também tem sua responsabilidade”, disse o presidente eleito.

3 comentários em “Bolsonaro diz que prefeitos mandaram médicos brasileiros embora para ficarem livres da responsabilidade; e aderiram ao “Mais Médicos”

  • 19 de novembro de 2018 em 11:10
    Permalink

    Se secar as tetas para os políticos, o Brasil cresce de novo. Pra frente BRASIL!

    Resposta
  • 19 de novembro de 2018 em 07:27
    Permalink

    Que médicos que as prefeituras mandaram embora???? Os ” Bonitões ” não querem ir para o interior atender aos pobres!

    Resposta
  • 18 de novembro de 2018 em 21:35
    Permalink

    agora bolsonaro conserta a besteira o povo nao pode esperar

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!