CADÊ O DINHEIRO, SECRETÁRIA DE FAZENDA? Servidores deliberam mobilização para greve em defesa de seus direitos; fornecedores reclamam, hospital reclama, UPA reclama


No último dia 7 de fevereiro a categoria dos servidores públicos municipais de Divinópolis, em assembleia decidiram deliberar por mobilizações para a construção de uma greve em defesa de seus direitos.  Eles querem os seus pagamentos em dia e também o cumprimento do gatilho salarial, previsto em lei, que este ano tem que ser de 2,94% – O Governo, sendo mais especifico, a secretária de fazenda Suzana Xavier, tem batido sempre na mesma tecla, que os atrasos são em consequência também dos atrasos do Governo de Minas, que não repassa corretamente o IPVA, que chega ao estratosférico valor de R$ 8 milhões de reais atrasados, além da demora do repasse do ICMS, do que é gerado em Divinópolis. Enfim, Pimentel tem administrado todo o estado com dinheiro que não lhe pertence, penalizando 853 municípios – ATUALIZAÇÃO: O Divinews foi informado que existe uma dívida de R$ 1,6 mil reais com o Hospital São João de Deus. 

Equívoco  em 2001/2004

Na gestão anterior de prefeito Galileu Machado, 2001/2004, quando houve aquela a folclórica história da goiaba na marmita. Na recente campanha de 2016, em que Galileu foi novamente reeleito prefeito, após três sucessivas derrotas nas urnas, ele em um dos vários debates explicou, que a falta de recursos naquela ocasião, foi em consequência dele ter pago dividas do seu antecessor que era o agora deputado federal Domingos Sávio

Repetição em 2017

O erro novamente se repetiu após a efetiva posse de Galileu,  em janeiro de 2017, quando por opção da Secretaria de Fazenda, pasta comandada por Suzana Xavier, decidiu que a boa gestão do Prefeito passava por quitar dívidas da gestão anterior, do ex-prefeito Vladimir Azevedo, em torno de R$ 50 milhões de reais

Resultado dos equívocos

O resumo é que as dívidas do tucano foram quitadas e Galileu ficou sem um níquel de reserva nos cofres do município para fazer frente aos tempos das vacas magras, como acontece atualmente.

Divinews opinativo

O que se questiona é que, passado um ano. O que a pasta da Fazenda fez de diferente para driblar a falta de recursos nos cofres da Prefeitura. Por que o Divinews tem informações que existem muitos outros pagamentos a fornecedores que também estão atrasados. Isso sem levar em consideração o caos da saúde por falta de dinheiro.  Administrar qualquer situação com muito dinheiro, é fácil, qualquer um que sabe o resultado da conta 1 + 1, resolve o problema.  A habilidade e capacidade, está em administrar uma casa, com parcos recursos. Conseguir fazer um fluxo de caixa, do paga um, não paga o outro, depois paga o outro e não paga o um. Além é obvio de quando não puder pagar, conversar, negociar, justificar. E não deixar o nome do Prefeito ir para o ralo. Para isso são nomeados os secretários.

 

7 comentários em “CADÊ O DINHEIRO, SECRETÁRIA DE FAZENDA? Servidores deliberam mobilização para greve em defesa de seus direitos; fornecedores reclamam, hospital reclama, UPA reclama

  • 24 de fevereiro de 2018 em 18:15
    Permalink

    FALTOU A SECRETARIA DE FAZENDA INFORMAR À POPULAÇÃO QUE OS SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE JANEIRO ESTÃO ATRASADOS COM PAGAMENTO DE APENAS 1000REAIS NA SEXTA-FEIRA VÉSPERA DE CARNAVAL SEM PREVISÃO DO RESTANTE E TAMBÉM SEM PREVISÃO DO PAGAMENTO DE FEVEREIRO.ONDE FOI APLICADA A VERBA QUE DEVERIA PAGAR O SALÁRIO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS????

    Resposta
  • 22 de fevereiro de 2018 em 23:28
    Permalink

    Acorda Galileu!!! Segundo ano de mandato e não consegue ver a corja te rodeia!!! Só p saber PMDB ou PSDB o partido do Galileu? Piada esse governo! Cara é rodeado de pessoas de outros partidos c outros interesses e acha q está tudo bem! Será q esse senhor não tem uma filha, um filho p abrir o olho dele! Sem dinheiro e c a corja só Deus ! Misericórdia!! E vereadores de merda ao invés de trabalhar p cidade fazem da câmara municipal um circo!! Cadê o tal Fausto Barros? Será q nem ele pode alertar o amigo? Com exceção de uns três não salva nada! Acho bom pagarem o que devem e acho bom alertar essa criatura da foto q só faz merda atrás de merda! Cansado desse Papinho p boi dormir não sabem brincar não descem pro play num piscar de olhos o governo acaba e o Sr prefeito q poderia honrar os 60.000 votos será lembrado como o pior governo se não.acordar a tempo! Acordar Galileu! Cai fora secretaria!!

    Resposta
  • 22 de fevereiro de 2018 em 11:26
    Permalink

    Será que tal crise financeira atingiu a nossa camara municipal, onde pelo que sei cada vereador tem vários assessores , indicados e sequer fizeram concurso público, onde cada edil tem um polpudo salário, gabinete, carro, etc. e outras mordomias que ainda não sei. Será que existe a tal crise lá ????

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2018 em 15:59
    Permalink

    exemplo de administração é a emop

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2018 em 13:34
    Permalink

    salario deles e pago em dia se poder adinatado, tem dinheiro poblema que ta mal administrado cabide de empregos vereadores que so fala nao fiscaliza estamos lascado

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2018 em 12:38
    Permalink

    Só uma correção, meu caro Geraldo: o gatilho dos servidores esse ano é de 3,94%, IPCA acumulado dos últimos 12 meses medido pela Fundação Ipead, da Universidade Federal de Minas Gerais. O índice citado na matéria, 2,95%, é o IPCA medido pelo IBGE. É bom lembrar que a Lei Municipal 8.083, aprovada em 2016, estabeleceu o IPCA da Fundação Ipead, como o indexador para fins de revisão salarial dos servidores municipais. Conforme decisão do STF, qualquer ajuste salarial de servidores municipais ou estaduais, não pode ser atrelado a índices federais. E o mais importante nisso tudo, é que a Lei 8.083 estabelece o gatilho automático, ou seja, dentro da lei, o índice de 3,94% deve ser aplicado imediatamente.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6  +  3  =