Domingos Sávio diz que acatará qualquer decisão de Aécio; Jaime Martins se enfraquece como candidato a vice-governador, se PSD tucanar


O jornal O TEMPO traçou um panorama político atual das eleições em Minas, com dois novos fatos, a entrada de Anastasia no jogo como candidato ao Governo de Minas, e a saída de Aécio Neves, com sua desistência de concorrer a eleição ao Senado.

Após deputados tucanos anunciarem a pré-candidatura do senador Antônio Anastasia (PSDB) ao governo de Minas, alguns parlamentares da sigla afirmaram que o senador Aécio Neves (PSDB) abrirá mão de tentar a reeleição. As bancadas estadual e federal tucanas estavam receosas sobre como a participação de Aécio na campanha poderia influenciar negativamente no resultado eleitoral.

Depois de ter sido flagrado em uma conversa pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista e citado por delatores da Lava Jato, o senador, uma das maiores lideranças que a política mineira teve em tempos recentes, perdeu força. Diversos políticos se recusavam a compor chapa com o tucano.

Segundo um deputado do partido, que pediu anonimato, Aécio Neves entendeu que sua presença pode complicar a formação da chapa, tanto majoritária quanto para as eleições no Legislativo. “Ele avaliou que nesse momento resolver os problemas de Minas é mais importante. E, por isso, ele não tentará a reeleição nem mesmo colocará seu nome para a disputa para deputado federal, até mesmo porque ele não quer ocupar esse cargo”, disse.

Questionado sobre a intenção e necessidade de Aécio manter o foro privilegiado, o interlocutor disse não acreditar que o senador tenha essa preocupação. “Ele já está prejulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele pode muito bem responder ao processo (em outras instâncias), assim como está fazendo o ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB)”, explicou.

Outro tucano disse que o caminho do senador é a Câmara dos Deputados. “Ele irá se eleger como deputado federal facilmente. E, em um segundo momento, tentará assumir a presidência da Casa. Será por lá que Aécio iniciará a reconstrução de sua vida política”, contou.

Segundo fontes do partido, Andrea Neves, irmã do senador e histórica articuladora do tucano, admite aos aliados a hipótese de Aécio ser candidato à Câmara, mas quer mais tempo.

Aliados. 

O deputado federal Marcus Pestana (PSDB) disse que Aécio já deu diversos sinais de que estará a serviço do que for bom para Minas Gerais. “Ele já deixou claro que não colocará seus desejos particulares à frente de Minas”. No entanto, o deputado não confirmou a desistência de Aécio se candidatar e reiterou que o tempo é uma variável fundamental na política. “Não vamos passar o carro na frente dos bois. Ainda há muitas conversas pela frente”, declarou.

Para o deputado federal Paulo Abi-Ackel, o senador possui grandes chances de vencer as eleições. “Vejo ele muito competitivo, mas essa decisão deve ser tomada mais para a frente”, disse.

Deputado federal e presidente do PSDB estadual, Domingos Sávio, afirmou que Aécio Neves é muito respeitado dentro do partido e que qualquer decisão que ele tomar será acatada. “Aécio tem todo respaldo da legenda. Todos os prefeitos, deputados e lideranças reconhecem a importância do senador. No entanto, a decisão de participar da corrida eleitoral cabe apenas a ele. O que ele decidir, terá o apoio do partido”, declarou.

Outro lado

Silêncio. Procurado para comentar as declarações sobre seu futuro político, Aécio Neves afirmou que não comenta nenhuma informação dada por parlamentar que não se identifica.

 Anastasia devolve confiança

O anúncio da candidatura do senador Antônio Anastasia (PSDB) ao governo estancou a sangria no partido. A notícia foi recebida com euforia pelos correligionários do senador. Antes sem uma candidatura própria e divididos sobre qual rumo tomar diante das pré-candidaturas, os parlamentares tucanos estavam conversando com outras siglas para migrarem na janela partidária, que se fecha no próximo dia 7.

Uma fonte próxima da cúpula tucana contou que, com a decisão de Anastasia, o partido voltou a ser unido e disse que o entusiasmo é o sentimento de todos. “Realmente o partido passava por um momento complicado. Muitos deputados já estavam conversando com outras legendas, como PP, PPS e DEM. Agora isso não está mais em pauta”, contou.

O deputado federal Marcus Pestana afirmou que, com o atual cenário, o PSDB terá a capacidade de produzir uma enorme convergência na política mineira. O parlamentar destacou que, “nesse momento, é preciso conversar, costurar alianças e criar um projeto de governo que resolva a atual crise de Minas”.

PSD já estaria negociando para indicar vice na chapa tucana

Especulado na chapa de Marcio Lacerda (PSB), o PSD estaria negociando seriamente para fechar uma aliança com PSDB nas eleições ao governo do Estado. O deputado federal Marcos Montes (PSD) entraria na composição da chapa majoritária, como vice do senador Antônio Anastasia (PSDB).

Segundo articuladores, a aliança do PSD com o ex-governador envolve vantagens para os dois lados. Enquanto os tucanos estão de olho na força que o deputado federal tem na região do Triângulo Mineiro, onde o PSDB possui menor coeficiente eleitoral, o PSD tem interesse em garantir a vitória de Anastasia para que seu filiado Alexandre Silveira, suplente do ex-governador, assuma o cargo de senador.

Também pesa a proximidade do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, com Geraldo Alckmin e o PSDB.

Negativa

Lisonjeado. Ao ser procurado pela reportagem para comentar a possível aliança com o PSDB, o deputado federal Marcos Montes (PSD) afirmou não ter informações sobre as conversas. No entanto, afirmou sentir-se lisonjeado por seu nome ter sido cotado. Marcos Montes contou que nesta terça (20) se reunirá com o presidente do partido, Gilberto Kassab, para discutir possíveis alianças para as eleições de outubro.

 

Um comentário em “Domingos Sávio diz que acatará qualquer decisão de Aécio; Jaime Martins se enfraquece como candidato a vice-governador, se PSD tucanar

  • 20 de março de 2018 em 15:19
    Permalink

    ninguem quer saber de jaiminho domigos savio nao ja era essa pessoas povo tem nojo deles

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.