LEI PARA INGLÊS VER: Divinópolis sanciona lei que obriga COPASA comunicar desabastecimento com 48 horas de antecedência


Anteriormente a COPASA nunca comunicou previamente o desabastecimento em qualquer bairro que fosse, no município de Divinópolis. Após a última e recente crise em que a empresa de saneamento mineira, deixou quase toda a cidade sem água, ela começou a enviar informações para a imprensa, algumas horas depois que o desabastecimento em alguns bairros já era fato consumado. A obrigação do aviso com 48 horas de antecedência, bem como o que motivou o desabastecimento e a data prevista para normalização, será mais uma lei para inglês ver, a Copasa não cumprir, não ter fiscalização e a Prefeitura nada fazer.   

PREFEITURA MUNICIPAL DE DIVINÓPOLIS LEI Nº. 8.360/2017 Acresce incisos ao art.1º da Lei Nº 7.662 de 2013, que dispõe sobre a suspensão de fornecimento de água pela concessionária no Município de Divinópolis e dá outras providências.

O Povo do Município de Divinópolis, por seus representantes legais aprova e eu, na qualidade de Prefeito Municipal, em seu nome, sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º A Lei 7.662 de 25 de abril de 2013, passa a vigorar acrescida dos incisos I e II, no art. 1º, com as seguintes redações: “

I – A Empresa Concessionária ficará obrigada a comunicar aos usuários a suspensão do fornecimento de água no mínimo com 48 horas de antecedência.

II – O aviso que trata o inciso anterior deverá informar quais os motivos da suspensão assim como a data prevista para normalização.

” Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Divinópolis, 19 de outubro de 2017.

GALILEU TEIXEIRA MACHADO

Prefeito Municipal

Um comentário em “LEI PARA INGLÊS VER: Divinópolis sanciona lei que obriga COPASA comunicar desabastecimento com 48 horas de antecedência

  • 28 de outubro de 2017 em 19:58
    Permalink

    Agora que ficou melhor para COPASA, vai cortar a água dos bairros dos pobres bem antes, para dar água pros bairros dos ricos.
    Pois quem desses vereadores não sabe é que a COPASA, NÃO CONSEGUI ABASTECER AS CASAS DOS MAIS DE 230 MIL HABITANTES DESSE MUNICIPIO, QUE CRESCEU NESSES MAIS DE 30 ANOS, 500% OS SEUS CONSUMIDORES, E AINDA TÁ COM AQUELAS ETA, DE BAIXA CAPACIDADE DE TRATAMENTO DE ÁGUA.

    ESTÁ CPI SE FOR COMPETENTE, VAI FAZER O DISTRATO DESSE CONTRATO, QUE FOI FEITO PELA INCOMPETÊNCIA DOS PREFEITOS ANTERIORES, E QUE NÃO ME FALTA MEMÓRIA DO PRÓPRIO GOVERNO ATUAL.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMENTÁRIO SEM IDENTIFICAÇÃO DO FACEBOOK