Estado do Pará investiga caso de paralisia infantil que estava erradicada no Brasil desde 1989


A Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) em Nota informou que está aguardando a confirmação de um caso de Poliomielite, o vírus da Paralisia Infantil, em uma criança de 3 anos, que se for de fato confirmado será o primeiro caso no Brasil desde 1989, já que a doença esta erradicada no país – O caso é de um menino de três anos, morador do município de Santo Antônio do Tauá, no interior do Pará. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 21 de agosto, relatado febre, dores musculares e paralisia flácida aguda (PFA). Pouco tempo depois, a criança teve perda da força nos membros inferiores e não conseguia se manter em pé – O exame foi realizado quase um mês depois,  no dia 16 de setembro e encaminhado ao Laboratório de Referência do Instituto Evandro Chagas. O laudo, que possui o resultado positivo para Poliomielite, foi emitido nesta terça-feira (4). Ainda segundo a Secretaria de Saúde do estado, a criança estava com o esquema vacinal incompleto.

Nota da Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESPA)

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informa que trata-se de um resultado positivo para o vírus sabin like 3, ainda sob investigação, em um paciente de 3 anos, de Santo Antônio do Tauá, nordeste do Pará. O tipo de vírus detectado no exame é um dos componentes da vacina, não se tratando do pólio vírus selvagem, já erradicado no país desde 1994. Outras hipóteses diagnósticas não foram descartadas, como Síndrome de Guillain Barré, portanto o caso segue em investigação conforme o que é preconizado no Guia de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde. A Sespa ressalta que presta toda a assistência ao paciente, que se recupera em casa, bem como, atua para a rápida investigação e esclarecimento do caso. O Ministério da Saúde foi notificado hoje e também acompanha o caso.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

67  +    =  68