Ataque de Bolsonaro a jornalista Vera Magalhães em debate gera repúdio da categoria


A jornalista Vera Magalhães recebeu apoio de colegas e de entidades da categoria após ter sido alvo de ataque do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante debate exibido na noite deste domingo (28), pela TV Band. A apresentadora do Roda Viva, da TV Cultura, foi ofendida pelo mandatário da República após ter feito uma questão sobre vacinação.

“Essa atitude reitera uma prática machista e misógina adotada por ele e que vem sendo monitorada pela Abraji em levantamento com recorte de gênero. A Abraji se solidariza com a jornalista e exige que o presidente respeite as profissionais que trabalham na imprensa”, publicou a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

A própria jornalista ofendida na ocasião também se manifestou sobre a atitude de Bolsonaro, em entrevista à TV Cultura ao final do debate.

— Foi uma resposta lamentável e absurda. Minha pergunta era sobre vacina, ele não falou nada sobre vacina, não respondeu. Não falou por que demorou a comprar as vacinas contra a Covid-19 nem por que propagou fake news e desinformação a respeito da eficácia e segurança das vacinas — disse Vera.

O episódio se deu no terceiro bloco do debate, quando jornalistas das quatro empresas organizadoras do evento, o que também incluiu Folha de S.Paulo e UOL, direcionavam uma pergunta a um candidato e escolhiam um outro para comentar o tema.

Vera questionou então Ciro Gomes (PDT) em que medida os baixos índices de vacinação no país eram influenciados por informações falsas sobre os imunizantes, que ela lembrou serem propagadas inclusive pelo presidente — ele já associou a vacina contra a Covid-19 à Aids e afirmou que pessoas imunizadas poderiam se transformar em jacarés. A jornalista escolheu Bolsonaro para comentar a resposta do pedetista.

— Vera, não podia esperar outra coisa de você. Acho que você dorme pensando em mim. Você tem alguma paixão por mim. Você não pode tomar partido num debate como esse, fazer acusações mentirosas ao meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro — afirmou Bolsonaro em seu tempo de fala.

Na ocasião em que Bolsonaro ofende Vera, a transmissão também exibe Ciro, que ri em um primeiro momento e depois chacoalha a cabeça com a mão na testa, em tom de desaprovação. É possível ainda ouvir a senadora Simone Tebet (MDB), mesmo que com microfone desligado, sair em defesa da jornalista e passar a ser alvo do presidente.

4 comentários em “Ataque de Bolsonaro a jornalista Vera Magalhães em debate gera repúdio da categoria

  • 31 de agosto de 2022 em 20:23
    Permalink

    Ela provocou e ouviu o que esperava.

    Resposta
  • 30 de agosto de 2022 em 08:41
    Permalink

    Onde já se viu em um debate de candidatos a “jornalistas” faz uma pergunta atacando Bolsonaro! Foi pouco o que ele falou! Põem meu comentário aí Geraldo.

    Resposta
  • 29 de agosto de 2022 em 13:03
    Permalink

    Não sei porquê tamanha repercussão na agressão de Bolsonaro a jornalista. Afinal escrúpulo é o que ele nunca teve. Vindo desse cidadão inescrupuloso, não se pode esperar outra coisa. VERGONHOSO!!!! ASSIM COMO TUDO QUE ELE FALA E FAZ.

    Resposta
  • 29 de agosto de 2022 em 10:49
    Permalink

    Essa classe de jornalista, principalmente de tv deveria acabar, pois estão sempre contra tudo e todos, uma classe desnecessária, sente prazer em atacar o futuro presidente reeleito do Brasil

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6  +  4  =