Cleitinho Azevedo (PSC) candidato a senador aumenta patrimônio em 2.078%; acumula bens de R$ 544 mil reais; seus dois suplentes têm R$ 67 milhões


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou a relação dos bens dos candidatos a senador por Minas Gerais, Cleitinho Azevedo (PSC) que em 2016 como candidato a vereador declarou que tinha bens no valor de R$ 25 mil reais, já nas eleições de 2018 disputando uma cadeira na Assembleia, seu patrimônio foi ampliado em mais de 1.300%, passando para R$ 373 mil reais. Um novo salto patrimonial foi registrado nas eleições deste ano, quando os valores de seus bens somam R$ R$ 544.570,76, significando um aumento de 2.078%.

Cleitinho declarou uma casa no valor de R$ 300 mil reais, mais três veículos, um de R$68.679,00, outro de R$ R$66.082,00 e um terceiro de R$23.000,00. Disse ter R$14.293,62 em depósito a vista e numerário, e mais R$60.000,00 em dinheiro em espécie, além de R$ R$12.499,27 em caderneta de poupança e apenas R$ R$16,87 em investimento.

Já o seu primeiro suplente, o empresário Alex Diniz de Governador Valadares tem um super patrimônio no valor de R$ 66.197.059,30. Enquanto o segundo suplente, Adhemar Marcos Filho, nascido em Araçuaí, tem bens de R$ 782.413,80.

O nome do empresário de Divinópolis, Vander de Sousa, conhecido como Vandinho, que chegou a ser anunciado pelo Divinews, como suplente de Cleitinho não se confirmou. Na noite deste sábado, o site tentou entrar em contato com ele, que também é  presidente do Estrela do Oeste Clube, sua assessoria informou que ele estava em viagem com o candidato Cleitinho Azevedo.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18  +    =  19