Pitangui ganha curso superior de agropecuária de precisão


Em cerimônia realizada hoje, 20, e que contou com a presença do vice-governador, Paulo Brant, foi instalado o Instituto Tecnológico de Agropecuária de Pitangui, ITAP e instaurado o primeiro Curso Superior em Agropecuária de Precisão do Brasil. Trata-se de um momento ímpar, inovador, e que abre grandes perspectivas para o futuro. O agronegócio evolui a passos largos e novas técnicas e tecnologias surgem a cada dia para melhorar o desempenho no campo com foco numa maior produtividade e qualidade.

No Itap e com o Curso Superior de Agropecuária de Precisão será formada mão-de-obra apta a lidar com as exigências desse tempo moderno no mundo do agronegócio. Num tempo em que a “internet das coisas” e a “inteligência artificial” são caminhos sem volta. Tempo em que cada vez mais a tecnologia e a informática estão no campo. Dos grandes produtores a agricultura familiar. Daí a importância de se formar especialistas, técnicos nas áreas de agricultura e pecuária de precisão. “Vamos fazer este instituto referência”, pontuou Nilda de Fátima Ferreira Soares presidente da EPAMIG.

Para o secretário de estado de agricultura, Thales Almeida Pereira Fernandes, o antigo Itac hoje Itap colaborou na formação de centenas de profissionais que atuam no agronegócio e que agora é chegado o momento de um novo ciclo. “Estamos dando um salto, estamos partindo para um curso superior. Trazendo para a agropecuária uma melhor profissionalização. Esse casamento da educação com a pesquisa é fundamental. Levando o conhecimento lá na ponta, para quem produz”, explica o secretário.

O vice-governador Paulo Brant destacou a importância do agronegócio para Minas e o Brasil e, nesse contexto, a instalação do Curso Superior em Agropecuária de Precisão em Pitangui. “Porque a situação social Brasil não é pior do que é hoje? Porque a produtividade tem gerado o barateamento do custo do alimento no Brasil. Tecnologia, ciência isso é fundamental para que a gente possa enxergar um país melhor daqui para frente”, defende Paulo.

O Itap nasce forte. Com um conjunto de professores doutores com larga experiência. Somado a isso, o prédio do Itap, localizado na BR 352, KM 35, na zona rural de Pitangui, será revitalizado. Ganhando laboratórios e novas salas de aula. A previsão é que a maior parte da carga horário do curso de Agropecuária de Precisão ocorra fora da sala de aula, ou seja, nos laboratórios e nos trabalhos de campo. Voltando o aprendizado para o dia-a-dia do agronegócio.

“Há algumas décadas atrás, quando o então governador Newton Cardoso teve um olhar atencioso para Pitangui e região, passamos a contar com a nossa Escola Agrícola, o antigo Itac. Muito antes da expressão “agronegócio” ser cunhada e ser repetida como um mantra caracterizando esse setor econômico que mais cresce no Brasil, Pitangui, via Escola Agrícola, dava passos significativos para fortalece-lo. Agora, mais uma vez, estamos honrados em ser pioneiros para o agronegócio brasileiro coma a instalação do Itap e com a instauração do primeiro Curso Superior em Agropecuária de Precisão do Brasil. Estamos certos que o ato de hoje é apenas o início de algo maior e que será, sem dúvidas, orgulho para região Centro-Oeste, de Minas e do Brasil”, acentua a prefeita Maria Lúcia Cardoso.

O processo seletivo para a primeira turma do curso de Agropecuária de Precisão está vigente, até o dia 1º de julho. Os interessados podem se inscrever pelo site http://www.epamig.br/itac/processoseletivo/. A seleção vai considerar a nota obtida pelo candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) nas edições de 2019, 2020 ou 2021. O início das aulas é previsto para agosto.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9  +  1  =