Governador Zema em visita a quartel da PMMG em Divinópolis avisa que retomada de obras do Hospital Regional só no final do Ano; antes estão na frente, Governador Valadares e Teófilo Otoni


O governador de Minas, Romeu Zema esteve na manhã desta última quarta-feira (15), em Divinópolis, mas não em visita oficial ao município e apenas nas dependências da  7ª Cia Independente de Policiamento Especializada, da PMMG para entregar 29 viaturas para a cidade e a região de atuação da 7ª RPM, além de anunciar o Programa de Inclusão de Egressos do Sistema Prisional – Na ocasião Zema falou sobre a queda dos índices de violência no Estado, e que a segurança está ligada diretamente ao desenvolvimento, com isso novas empresas se sentido seguras estão chegando ao Estado (menos em Divinópolis, a maioria no Triangulo Mineiro, notadamente em sua terra, Araxá). “Ninguém quer investir em um lugar que não tem segurança”, disse Zema – Logo a seguir entrou no assunto que todos o divinopolitanos mais querem saber, sobre a finalização das obras do Hospital Regional de Divinópolis, que após algumas explicações deixou claro que a publicação do edital para o inicio das obras ocorrerá somente ao final do ano, ou seja após as eleições no inicio de outubro, com uma possibilidade remota que ocorra antes.

O Governador explicou que em 25 de maio foi publicado o edital do Hospital de Governador Valadares e daqui a 15 dias vai publicar o de Teófilo Otoni, e com isso os dois hospitais estão aptos a realizarem suas licitações. Minimizou o atraso da retomada das obras do Hospital Regional de Divinópolis, dizendo que, na ótica dele,  é mais complicado retomar uma construção que estava em andamento do que construí-la a partir do zero.  Culpou também os entraves burocráticos que existiam, como o fato do terreno somente agora após votação na Câmara ter passado para o patrimônio do Estado. Disse também que está fazendo o possível. Contudo é preciso aguardar os pareceres jurídicos, por que não quer recomeçar uma obra e depois ter que paralisá-la novamente.

“O importante e relevante é que o dinheiro está em uma conta corrente. E esse hospital está garantido, está reservado e até o final do ano essa situação estará totalmente solucionada, se possível até antes. Vale lembrar que na mesma situação de Divinópolis tem o hospital de Juiz de Fora que enfrenta entraves burocráticos, além do hospital de Sete Lagoas e Conselheiros Lafaiete.

Zema enfatizou que o Deputado Domingos Sávio, que estava presente “Domingos Savio sabe muito bem, que um ano e meio atrás já estariam concluído o hospital daqui. Mas não teve prestação de contas adequadas”.

“Não quero ser o governador que começa uma obra e para, por que ela está irregular. Como o Tribunal de Contas já fez muitas vezes. Então vamos fazer tudo certo e no dia que começar não vai parar mais e vai ser entregue”, explanou.

Zema ponderou que tanto o prefeito, quanto os vereadores e o deputado Domingos Sávio, a ele se dirigindo,  tem se esforçado bastante, mas a questão são os entraves burocráticos que depende de Brasília do Ministério da Saúde, disse ele. “Estamos correndo atrás de tudo. Mas até o final do ano nós estaremos com a questão resolvida, e se Deus quiser Divinópolis, o prefeito na gestão dele vai inaugurar essa obra ainda. Mas como eu preciso ganhar uma outra eleição, não posso dizer o mesmo, que vou entregar. Mas o prefeito vai ter esse prazer de entregar o hospital para Divinópolis, com toda certeza”, finalizou.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2  +  3  =