Governador Zema ao participar da abertura do Festival de Gastronomia Rural, ao lado do prefeito Teko de Itapecerica, é hostilizado (vídeo)


Durante a visita do governador Romeu Zema que nesta quinta-feira (16) esteve na abertura do XIV Festival de Gastronomia Rural de Itapecerica, que vai até o próximo domingo (19) nas principais ruas e praças do centro da cidade, ele foi hostilizado por um grupo de professores que cobraram reajuste de salários da categoria, com gritos de “Zema caloteiro, cadê nosso dinheiro”. 

O festival tem mais de 40 barracas que oferecem comidas típicas da roça em tendas e espaços gourmet, praças de alimentação e os famosos fornos à lenha, montados a céu aberto. Outro destaque é a realização de oficinas gastronômicas, a cargo de chefs e cozinheiros de Itapecerica e convidados.

Ao participar da cerimônia de abertura do festival, Romeu Zema salientou o peso da gastronomia para o potencial de Minas Gerais e de eventos desse porte para impulsionar o turismo. “Fico muito satisfeito de fazer essa visita em um momento tão bom, festivo, com eventos sendo retomados e em que se geram empregos e, principalmente durante um evento que está valorizando aquilo que nós, mineiros, sabemos fazer de melhor, nossa gastronomia diferenciada, nosso carro-chefe de um setor em franca retomada, do turismo, e nesse caso específico, a comida de roça”, pontuou o governador.

Não realizado nos anos de 2020 e 2021 em função da pandemia de covid-19, o Festival de Gastronomia Rural de Itapecerica volta com cerca de 140 expositores. Realizado pela Prefeitura de Itapecerica, que pretende, assim, voltar os holofotes para a culinária dos produtores locais e demais profissionais do setor.

Itapecerica é uma das cidades contempladas com o edital BDMG Municípios 2021, na linha de crédito Cidades Sustentáveis, que já garantiu R$ 2 milhões para financiamento de projetos como o do Mercado Municipal “Mineirinho”, já aprovado e com licitação realizada.

Durante a abertura do festival, o Complexo Cultural de Itapecerica teve sua ordem de serviço assinada pelo prefeito Wirley Reis, popularmente conhecido como Têko, com recursos oriundos da parceria com o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).  “Parte do complexo será composta pelo Centro Gastronômico, que vai congregar todas as comidas aqui do festival, vai alavancar a cultura e o turismo de Itapecerica, fortalecer a gastronomia mineira, tendo Itapecerica como referência”, disse Têko.

Nos últimos dois anos, Itapecerica recebeu mais de R$ 700 mil do ICMS Patrimônio Cultural, programa de repasse de recursos para os municípios que preservam seu patrimônio e suas referências culturais por meio de políticas públicas relevantes. Em 2022, foram repassados R$ 108,8 mil.

 

9 comentários em “Governador Zema ao participar da abertura do Festival de Gastronomia Rural, ao lado do prefeito Teko de Itapecerica, é hostilizado (vídeo)

  • 18 de junho de 2022 em 07:31
    Permalink

    Hostilizado por duas pessoas entre centenas presentes. Matéria ridícula é essa ?

    Resposta
  • 17 de junho de 2022 em 21:10
    Permalink

    Bando de mal agradecido… deveria ter feito esse protesto no antigo desgoverno que depositava seus salários em 3 vezes…ingratos

    Resposta
    • 18 de junho de 2022 em 18:05
      Permalink

      Esses petistas só sabem reclamar e encher o saco.
      A administração Romeu Zema está sendo extremamente responsável e eficiente.

      Resposta
    • 18 de junho de 2022 em 21:20
      Permalink

      Concordo plenamente com a sua opinião. Sou diretora de uma escola que em 2014 recebi três Termos de Compromisso para Reforma e Ampliação. Nunca recebi o recurso para as obras. Pimentel cortou as prioridades que todos os anos solicitavamos os itens que precisávamos adquirir. Zema assumiu um Estado quebrado e veio a pandemia para piorar. Os que mais reclamam são os que menos trabalham.

      Resposta
  • 17 de junho de 2022 em 18:24
    Permalink

    Com certeza são funcionários públicos que estão com seus salários em dia e pediram aumento de 32% , sendo a inflação foi de 12%, quem está errado?
    Infelizmente tem memória curta, bom era época do pilantrel em que salários e décimo terceiro era parcelados isso só durou todo mandado dele.
    E agora reclamam de estar recebendo em dia
    Só falta falar que a culpa é do presidente.

    Resposta
    • 18 de junho de 2022 em 15:52
      Permalink

      Bando de ptrallhas ignorantes, preferem um aumento irreal, que estado não pode pagar, ao invés de receber em dia, muito diferente do tempo do desgoverno deles que deixou o estágio quebrado, devemos muito ao governador Zema por ter resgatado a dignidade e o orgulho de sermos mineiros de verdade, e não esta turba de vermelhos, que só enxergam o próprio umbigo e o resto que se dane.👏👏👏 para o Zemão e para o Mito.

      Resposta
  • 17 de junho de 2022 em 14:31
    Permalink

    O tempo de politico fazer discurso publico acabou

    Resposta
    • 18 de junho de 2022 em 17:49
      Permalink

      Pode falar o que quiser, Zema não perde nunca! Ainda mais pra um candidato dessa esquerda mortadela!

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8  +  1  =