CPI quer investigar compras da Secretaria Municipal de Educação de Divinópolis por suspeita de sobrepreço; Sete vereadores assinaram o pedido


Após várias denúncias feitas pelo vereador Ademir Silva (MDB), sobre a adesão que a Secretaria de Educação de Divinópolis fez a algumas atas de registros de preços, com fortes sinais de sobrepreço. Para apurar os indícios de irregularidade, Ademir começou a coletar as assinaturas dos demais vereadores, com o objetivo de que seja instaurada uma CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para ir a fundo na investigação. Mas é fato que sete vereadores já assinaram o pedido, entre eles estão o próprio solicitante, além de  Edsom Sousa, mais o Israel da Farmácia, Josafá Anderson, Lohanna França, Rodyson Kristinamurti e Zé Bráz – Com sete assinaturas, segundo o Regimento Interno da Câmara, após ser protocolada, a CPI já pode ser instaurada, dependendo do presidente do Legislativo, vereador Eduardo Print Junior, que pode acatar ou não, e engavetar o pedido. 

9 comentários em “CPI quer investigar compras da Secretaria Municipal de Educação de Divinópolis por suspeita de sobrepreço; Sete vereadores assinaram o pedido

  • 2 de abril de 2022 em 13:18
    Permalink

    Super importante haver a investigação. Ficou bem estranho gastar 30 milhões em móveis de péssima qualidade, qdo mtos ainda estavam em ótimo estado. Mesa de 7.000, brinquedos de plástico de 9.000. Isso não existe! Precisa ser investigado e caso comprovem irregularidades, os envolvidos merecem pagar.

    Resposta
  • 31 de março de 2022 em 11:09
    Permalink

    Só pra encher linguiça,,ou alguém acha que vai dar em algo,a não ser,, TUDO DENTRO DO QUE É PERMITIDO,, PIZZA,, PIZZA, PIZZA

    Resposta
  • 31 de março de 2022 em 09:29
    Permalink

    Quem vai fazer a cpi? Kkkkk

    Mais uma peça do circo 🤡

    Resposta
  • 31 de março de 2022 em 08:10
    Permalink

    Vamos ver se o Sr Presidente da Câmara terá compromisso com a população de Divinópolis, e assumir seu papel de legislativo, que e também o de fiscalizar o executivo.

    Resposta
  • 31 de março de 2022 em 06:39
    Permalink

    Tá muito fácil saber se houve ou não sobre preço é só ver o valor do mercado e pegar as notas de compra e fazer uma simples análise e VC vai saber a verdade dos fatos.

    Resposta
  • 31 de março de 2022 em 06:34
    Permalink

    Os nobres edis devem focar não apenas no valor da compra, mas tb na necessidade dela, a título de exemplo, já faz um tempo, optou se por locar equipamentos de informática em todos os setores da prefeitura, pq então a Semed COMPROU diversos notebooks.

    Resposta
  • 31 de março de 2022 em 05:00
    Permalink

    QUERO SABER PORQUE O ROGER VIEGAS NÃO QUIS ASSINAR, QUEM QUER TRANSPARÊNCIA PRECISA FICAR DO LADO DO POVO!

    Resposta
  • 30 de março de 2022 em 21:34
    Permalink

    Vai fundo,porque debaixo desse angu tem caroço.

    Resposta
    • 31 de março de 2022 em 06:25
      Permalink

      Eu tenho o pé atrás com quem fica repetindo todos os dias que é honesto, se realmente for, não a .o que temer. Espero que o presidente da câmara não nós decepcione. CPI não é acusação, é simplesmente investigação. Quem não deve não teme. ( CPI JÁ) a turminha de pucha saco não assinaram né. Wesley Jarbas/ Flávio marra/ Ney burguer/ Diego espino/ .Cadê o Roger Viegas/ Ana Paula/ o irmãozinho do rascunho de prefeito o sangue suga do kaboja. Tô achando estranho, será que o Hilton Aguiar virou a casaca?

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3  +  7  =