Diante das emendas paradas nos cofres da Prefeitura de Divinópolis, vereadora Lohanna França diz que falta gestão e não dinheiro


Na Reunião Ordinária da Câmara de Divinópolis desta terça-feira (08), a vereadora Lohanna França (CDN)  foi crítica por existir muitos recursos financeiros provenientes de emendas parlamentares de deputados estaduais e federais para execução de obras que estão parados nos cofres da Prefeitura. E disse que o problema não é falta de dinheiro e sim de gestão.

Lohanna levanta em seu pronunciamento o questionamento, se o que falta são recursos para concluir obras ou melhorar as instalações já feitas, ou se tem faltado mesmo é competência por parte da Prefeitura. “Circula nos bastidores desta casa e também pelos corredores da prefeitura que falta dinheiro no município de Divinópolis e que os deputados daqui e de fora não estão contribuindo. E eu venho hoje esclarecer os fatos. Hoje eu vou fazer alguns questionamentos e tentar elucidar uma dúvida se falta dinheiro ou se falta competência para gerir estes recursos. E eu não estou falando só de recursos que chegaram ano passado. Tem emendas que estão paradas desde a gestão passada também.”, levantou.

A vereadora aponta uma emenda federal destinada por André Janones. “Na saúde de Divinópolis tem uma emenda de 1 milhão do deputado federal André Janones e que está no fundo municipal de saúde desde abril de 2020. Aí eu me pergunto se a intenção é ganhar juros ou dar mais qualidade de vida aos cidadãos? O que não falta na cidade são pessoas que aguardam na fila por algum procedimento, cirurgia ou exame. E tenho certeza que todos os outros vereadores conhecem várias pessoas que estão nessa fila e quem também nos assiste em casa também conhece tantas outras.”, apontou.

A edil relembra que a Câmara devolveu uma quantia para que a Prefeitura executasse cirurgias eletivas no município. “Além disso, no ano passado a câmara municipal também devolveu cerca de 800 mil reais que podem ser também utilizados para as cirurgias eletivas. É necessário que se faça um plano de trabalho destes recursos urgente e que a saúde destas pessoas seja realmente prioridade. Precisamos de planejamento! A pandemia existe ainda e sabemos que tudo deve ser realizado com muita cautela. Mas, as pessoas que estão na fila esperando em casa e os seus familiares precisam de uma resposta da prefeitura.”, relembrou.

A agente política destaca uma outra emenda, para o turismo, em angariação do ex-vereador Carlos Eduardo Magalhães junto ao deputado estadual Cleitinho Azevedo (CDN). “Existe outro recurso na prefeitura andando a passos de tartaruga. Tem hoje disponível no caixa da prefeitura cerca de 1,6 milhões, viabilizados pelo Deputado Estadual Cleitinho e o ex-vereador Carlos Eduardo Magalhães, enviado para executar a revitalização e a pavimentação de várias ruas do Lago das Roseiras. Tais obras são de suma importância para o desenvolvimento do turismo daquela região e consequentemente a geração de emprego e renda. E o dinheiro já tem tempos que está na conta da prefeitura e a dificuldade é em elaborar os projetos. Atenção, estamos com o queijo e a faca na mão e não conseguimos executar.”, destacou.

As emendas represadas seguem sendo detalhatadas. Dessa vez, uma para o esporte, do ex-deputado estadual e federal e também candidato a prefeito em 2020, Fabiano Tolentino. “Agora vou mostrar dinheiro parado em outra área. Dias atrás eu estive no DTC e no Poliesportivo Dr Fábio Botelho Notini e mostrei como se encontra atualmente um espaço tradicional de esportes e lazer do município. Um desmazelo total com o lugar e com os cidadãos que gostariam de ter mais opções para lazer e prática de esportes. Existe no caixa da prefeitura uma emenda de 315 mil para a reforma do Poliesportivo. E mais 200mil para reforma do DTC. Além dos 185 mil para o Ginásio Poliesportivo do Niterói. E essas citadas são todas de um único político, Fabiano Tolentino. São emendas que totalizam 700 mil reais.. Hoje a prefeitura alega que o dinheiro das emendas não é suficiente para reformar. E claro que não demora tanto tempo para realizar um projeto que a inflação não irá esperar. Só que a população tem pressa.”, detalhou.

 

 

Lohanna, adiante, mostra uma série de emendas destinadas para a educação. Algumas delas enviadas pelo deputado estadual Gustavo Mitre. “Recursos parados é o que não falta. Tem para todos os gostos e todas as áreas. Vejamos o que temos na educação. Tem 345 mil para a construção de uma Mini Creche na Escola Municipal Antonieta Fonseca (na região do bairro Terra Azul). A região precisa desta obra para ampliar o atendimento ao tempo integral das crianças e beneficiar as mães que precisam trabalhar.”

Prossegue Lohanna. “Temos também para reforma da Escola Cetepe um montante de 380 Mil parados. E tem também 50 mil reais para a construção do muro da Escola Municipal José Quintino Lopes. Todos estes recursos são do deputado Estadual Gustavo Mitre. E o deputado tem várias outras contribuições para o município de Divinópolis, só essas que eu mencionei somam 775 mil reais.”, prosseguiu.

Complementa a vereadora. “Ontem o Mitre esteve no CISVI com o Zé Brás para doação de uma emenda. Até agora, eu falei apenas de recursos que a cidade possui por meio de ainda temos 15 milhões da indenização da Vale que o município recebeu e até hoje não noticiou nem para esta vereadora e nem para a população qual será a destinação. Falaram que seria utilizado e calçamentos de ruas.”, complementou.

Quase no fim, a vereadora retoma o ponto de partida de seus apontamentos e torna a cobrar respeito. “E aí eu me pergunto e deixo a pergunta para a população. Quais são as ruas que serão calçadas? Qual foi o critério usado para decidir disso? A população precisa saber. E mais que isso, a população precisa também participar das decisões. Não se pode tomar uma decisão tão importante e guardar o segredo a sete chaves.”, cobrou.

A agente política ressalta ainda que Divinópolis já recebeu parte do acordo do estado de Minas Gerais com a Vale, em relação ao crime ocorrido em Brumadinho. “Tem mais, população. Não acabou não. Os governos estaduais anteriores sangraram os caixas das prefeituras de MG ao represar recursos da saúde. Só o município de Divinópolis tem para receber cerca de 82 milhões de reais que estão atrasados. Foram quatro governadores que passaram e não pagaram como deviam estes recursos. Foi feito um acordo e o município já recebeu o ano passado a primeira parcela de 5 milhões. E este ano receberá mais outra parcela de 5 milhões.”, ressaltou.

Na conclusão de seu pronunciamento, a parlamentar do Cidadania pergunta de novo se tem havido incompetência ou pouca verba. “E nos próximos anos receberá 72 milhões. Será que é preciso primeiro chegar todo o dinheiro e depois planejar? Qual é ou qual será o planejamento para o futuro? Esta vereadora quer uma resposta e a população também. A pergunta que não quer calar: Diante disso tudo eu fico com uma dúvida e imagino que a população também: falta dinheiro ou falta gestão?”, perguntou e concluiu.

Emendas detalhadas e prestação de contas

Algumas dessas emendas em relação aos recursos citados, estão detalhadas em um documento com 123 páginas e foi feita pela Secretaria Municipal de Fiscalização de Obras Públicas. Segundo a assessoria da vereadora Lohanna França, o arquivo foi repassado em uma prestação de contas e certifica a fala da parlamentar.

7 comentários em “Diante das emendas paradas nos cofres da Prefeitura de Divinópolis, vereadora Lohanna França diz que falta gestão e não dinheiro

  • 10 de fevereiro de 2022 em 10:37
    Permalink

    Rejane, pede pra fazer o 2 e sai….

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2022 em 20:16
    Permalink

    Qta gente com saudade do Galileu ne?
    Enqto ele destruia a cidade nao tinha polemica. Essa senhora bem q podia mesmo fazer pavimentacao em ruas com essa chuva toda, ficaria excelente, bem ao modo Vladimir e Galileu.

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2022 em 19:41
    Permalink

    Infelizmente o Prefeito dessa cidade só sabe postar vídeo fazendo gracinha . Concordo com essa Vereadora tá faltando é gestão por falta desse Prefeito e seus puxa saco e povão fica lesionado esperando mais 4 anos

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2022 em 14:52
    Permalink

    Uma vereadora atuante e inteligente.
    Uma das poucas, senão a única, exceção na Câmara Municipal.
    É nota 100!

    Resposta
    • 9 de fevereiro de 2022 em 19:40
      Permalink

      Infelizmente o Prefeito dessa cidade só sabe postar vídeo fazendo gracinha . Concordo com essa Vereadora tá faltando é gestão por falta desse Prefeito e seus puxa saco e povão fica lesionado esperando mais 4 anos

      Resposta
  • 9 de fevereiro de 2022 em 10:23
    Permalink

    PREFEITURA TEM PREFEITO?????

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2022 em 00:53
    Permalink

    Essa vereadora Lohahna é muito competente. É a única que realmente nos representa. Os puxa saco do Cleitinho e do que se diz prefeito, só fazem discursos de ódio, tentando desqualificar o trabalho dela. Mas eu consigo entender. A inveja é o sentimento mais mesquinho que existe. Na reunião de quinta feira passada, ela foi agredida impiedosamente por esse tal de Espino e o Conselho de Ética não se manifesta. Isso é vergonhoso! Um forasteiro com uma mixaria de votos dizer que foi eleito por vontade da população. Teve candidato com o triplo de votos dele e não se elegeram. Fruto dessa coisa nojenta que é a política. E esse idiota tá almejando uma cadeira na assembleia legislativa. É muita pretensão pra uma pessoa tão insignificante. CHEGA A DAR DÓ!!!

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

72  +    =  75