Conselho da Promoção da Igualdade Racial de Divinópolis realizará Congresso


O Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial de Divinópolis (COMPIR), realizará no próximo dia 08 de novembro, de 08h30 às 17 horas, no auditório vermelho da Faculdade Pitágoras, no bairro Manoel Valinhas, o 1º Congresso do COMPIR cujo tema deste ano será: “As veredas da ancestralidade negra – Religiosidade e Patrimônio Imaterial”. De acordo com o presidente do Conselho, Célio Lúcio Lopes, o 1º Congresso do COMPIR é gratuito e aberto ao público, porém respeitando o limite de capacidade do local de realização e os protocolos de segurança de saúde. “Este congresso inaugura um novo tempo na história do povo negro regional, além de fazer parte das atividades que marcam o mês em que se comemora a Consciência Negra no país”, esclarece Célio. O evento tem por objetivo apresentar o Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial de Divinópolis, discutir sobre os avanços e desafios das religiões de matrizes africanas no Brasil e na região Centro-Oeste de Minas e ainda refletir sobre o patrimônio imaterial existente na região e que, conforme acredita o presidente do COMPIR, têm se perdido na história e na memória regional. 

Para participar não é necessário fazer agendamento. No entanto, o número de pessoas será controlado conforme lotação. “O local é bastante espaçoso e nós convidamos escolas municipais, estaduais e particulares, instituições e representantes públicos e privados, para que todos possam conhecer e entender, para respeitar melhor, a realidade do povo negro”, diz Lopes.

Atividades

Durante o 1º Congresso do COMPIR está previsto a realização de palestras ministradas por importantes nomes do âmbito nacional e regional, exposições peças e indumentárias típicas das religiões de matrizes africanas e apresentações culturais diversas, pertinentes ao tema.

Entre os nomes confirmados está o Dr. João Luiz professor e pós-doutor em Ciências da Religião pela UMESP. Doutor em Ciências da Religião pela PUC-SP. Mestre em Filosofia pela UGF-RJ. Especialista em Teologia Afro-brasileira pela FTU-SP. Autor dos livros: “Religiões Afro-brasileiras: uma construção teológica” pela Editora Vozes, “Ética como extensão do Diálogo” e “Teologia da Tradição Oral” pela Arché Editora, “Orixás nas Umbandas” pela Fonte Editorial.

Também está confirmada a presença do diretor e cineasta divinopolitano, Romulo Corrêa, graduado em Vídeo-jornalismo e Fotógrafo pela Academia de Mídia CIMDATA de Berlim, na Alemanha, que exibirá o documentário “Santa Terra: Morro da Gurita”, que conta a história de como e por que o Morro da Gurita se transformou em uma “Terra Santa”.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

31  +    =  32